sábado, julho 24, 2021
spot_img
HomeDicas GeraisGolpe em Paris!

Golpe em Paris!

MNC324

A cidade é linda, mas o aviso é sério!
Existem golpes que vem sendo usados para levar a carteira de turistas deslumbrados em Paris.
Decidi postar aqui no blog depois de ouvir a mesma história algumas vezes e presenciar uma delas. Desse modo, quem está com viagem marcada fica mais esperto e não permite que uma coisa chata como essa estrague a viagem.
O golpe é simples, mas no momento que acontece ninguém percebe.
Um malandro deixa o bilhete do metrô ou cartão de banco cair bem na saída da escada rolante e abaixa para pegar causando aquele tumulto. As pessoas ficam se espremendo porque a escada não pára e o malandro está travando a saída. Ao mesmo momento um amigo e também malandro puxa a carteira do turista que está tentando entender o que está acontecendo.
Muitas vezes a carteira está no bolso da calça. Ah, não pense que precisa ser no bolso de trás não. Em dois dos casos os turistas estavam com a carteira no bolso da frente por já terem sido avisados que havia o perigo dos batedores de carteira.
O mesmo golpe também é aplicado na entrada do vagão do metrô. Nesse caso, o bilhete “cai” bem na porta que o turista está tentando entrar e o malandro se apóia na perna do turista para pegar o bilhete/cartão e leva a carteira em segundos. Desse modo ainda sai do vagão antes da porta fechar. O turista só percebe o golpe uma ou duas estações depois.
RELATED ARTICLES

29 COMMENTS

  1. Olá, Márcio! Eu vim agradecer seu gentil comentário no meu blog e me deparei com o quê? Fotos lindíssimas de um fotógrafo profissional! Eu adoro fotografia e gostei muito de todas as que vi aqui, mas a deste post especialmente. Parabéns pelo olhar privilegiado! Vou visitar sua Janela Laranja mais vezes, posso? Prazer em conhecê-lo!

  2. Hahah! A Kandy por aqui!
    Também adorei as fotos todas, desse e de outros blogs seus.
    Agora, por favor, entre em contato com os malandros parisienses e peça pra eles virem fazer um workshop no Rio. Certamente, o Viva Rio financiaria um programa de redução de danos de assaltados. Ou A Arte do Furto, coisas assim. Daria até tese na USP.
    É delicioso morar num país onde BATEM carteiras! Aqui eles BATEM em vc até matar e nem levam a carteira.

  3. Eh França nao é um pais tranquilo como muitos pensam, uma amiga teve o apartamento invadido e roubaram varias coisas a pouco. JA fiquei sabendo de casos de estupros em bairros que tinha fama de ser seguros.
    Eh sempre bom tomar cuidado,
    beijos e tudo de bom

  4. AC, concordo que não há comparação, mas é bom avisar porque ficar sem carteira acaba com uns 2 dias de viagem e nessa vai muito dinheiro.

    Só de ter que ligar para cancelar os cartões já é muito chato. Ficar sem cartão de crédito e sem dinheiro pior ainda.

    Sinome a coisa tá feia mesmo!

    Kandy, prazer é meu! Seu blog é bem legal!!

    Abrs!

  5. pois eh, marcio… cada vez mais dificil a gente se abestalhar em paz com as coisas lindas do mundo, ne? um olho no gato, outro na sardinha.
    ah, o obvio: amei as fotos! 🙂

  6. Fala Marcio,
    O frio da Nova Zelandia e um charme a mais neste pais de lindas paisagens.
    Parabens pelas fotos e pela materia de Dublin!
    Abs,
    Eduardo Feijo

  7. marcinho, outra dica importante:

    aquelas placas nos metrôs que avisam “cuidado com a carteira” é um prato cheio pros pickpokets, porque inconscientemente, quando olhamos pras placas, botamos a mão no bolso e, ao mesmo tempo “avisamos” pra eles onde escondemos a grana…

    Assim como, aquelas máquinas de refri e chocolate tbm são um prato cheio, pois assim que compramos, ao devolver a carteira no bolso, tbm já entregamos o ouro pro bandido dizendo “guardo ela aqui, ó”…

    é um alerta!

  8. Um destino delicioso, e que foto linda, adorei.

    Chato essas histórias, mas em todo lugar tem malandro bolando algum golpe novo. Tem que ficar esperto e não deixar estragar a viagem. Bjs.

  9. Quanto a quesito carteira acho que Praga ganha. É só entrar no metrô lotado para começarem a te apalpar procurando a carteira. Leva a carteira, mas não apalpa não!

  10. Oi Marcio, valeu a dica para evitar furtos. Não é só no RJ (se bem que no Rio eles metem a arma na sua cabeça e levam o que querem, foi-se o tempo dos batedores)…

  11. Oi, Marcio!
    O que não falta em Paris é golpe… tem o golpe do anel, uns amigos meus quase caíram no “golpe da jaqueta”, em que um cara “deu” pra eles jaquetas de couro novíssimas e depois pediu dinheiro… tem que ficar ligado. Bjs!

  12. Eu e meu marido também fomos vítimas do golpe da aliança, perto de Notre Dame, na beira do Sena. Uma cigana nos abordou, perguntando se era nossa a aliança que estava no chão. E começou a enrolar. Eu desconfiei justamente por ser cigana, e como no Brasil a gente fica em alerta, sobre as mesmas. Saímos rápido de perto dela e não a vímos mais. Quando a gente disse que não era nossa ela ofereceu de presente. Não sei qual era a intenção. Mais alguns amigos já foram também abordados, por ciganas ou rapaz bem vestido, Cuidado é Golpe;

  13. Haymar e Nádia,

    Obrigado pela contribuição. Assim mais gente chega a Paris avisados dessas coisas chatas dessa cidade linda!

    Abs!

  14. Mesmo em países que sao tidos como seguros, é sempre bom ficar atento em locais que tem muito turista. Moro em Berlim e aqui é a mesma coisa, quer dizer, a gente sempre é aconselhado a ter mais atencao em pontos turísticos ou locais com grande aglomeracao de pessoas. Nao é que ninguém vai chegar com uma arma e te ameacar, a maioria dos casos sao batedores de carteira. Mas é claro que nao é nada agradável estar em outro país e ter seus pertences, dinheiro roubado.

    Isa – (Pousada Morro de São Paulo )

  15. Estive em Paris com meu marido e fomos abordados várias vezes com o golpe do anel; jovens, mulheres, homens, velhos…todos golpistas. Fui ameaçada por uma, que aos gritos fazia gestos de que iria cortar meu pescoço, porque alertei a uma turista desavisada. encarei-a, mas fiquei com medo de ser atacada por outros,que estavam à distancia. Felizmente,estava num local bastante movimentado e ela sumiu na multidão. Sou carioca e não sairia do Rio para cair em situações tão familiares,logo em Paris, né? Mas todo cuidado é pouco e amei a cidade-luz.

  16. Oi, gostei de te ver na Rede Gospel, sendo entrevistado p/ Bispa. Me chamou a atencao, pois estou indo p/ Paris com meu Marido semana q vem. Muito legal seu Site. Gostaria de saber se esta perigoso andar em Paris, pois sou uma pessoa exotica, gosto de usar muitos aneis, colares, e me vestir bem, chamo muito a atencao…
    acha q poderei chamar a atencao, sem ser assaltada?!

  17. Oi pessoal, estive no início de fevereiro e realmente em um pequeno descuido para colocar as luvas, foi-se minha carteira ( obs: todos os outros dias deixei em casa, não sei porque levei nesse dia). Foi na Catedral Sacre Cour – Montmartre e só percebi quando cheguei na NotreDame. Eles são muito atentos, um pequeno descuido de segundos..Na Torre Eiffel também há golpistas por todos os lados. Toda a atenção é válida. No mais, a cidade é maravilhosa!Um abraço.

  18. Obrigado pela dica!
    Realmente, já fui roubado em Paris. Só percebi muito tempo depois, agora ando por lá bem atento!
    Fiquem de olho pessoal. 🙂

  19. hahaha O da aliança é clássico! Eu e marido fomos abordados por uma moça, na saída do Louvre. Ela perguntava se a aliança era nossa. Dissemos que não e ela quis nos dar. Não aceitamos e fomos embora, desconversando. Andamos um pouquinho e na Champs Elisee um rapaz veio com a mesmíssima história. Com a aliança igualzinha! Aí, tivemos certeza que era golpe.

  20. hahaha O da aliança é clássico! Eu e marido fomos abordados por uma moça, na saída do Louvre. Ela perguntava se a aliança era nossa. Dissemos que não e ela quis nos dar. Não aceitamos e fomos embora, desconversando. Andamos um pouquinho e na Champs Elysees um rapaz veio com a mesmíssima história. Com a aliança igualzinha! Aí, tivemos certeza que era golpe.

  21. Relatos, como esse, são sempre importantes. Isso já aconteceu comigo aqui mesmo no Rio de Janeiro. Quando eu era um jovem universitário e andava de ônibus, um cara fingiu que caiu na minha frente ao descer a escada pra saltar (eu estava logo atrás dele e tb iria sair). Fui ajudá-lo a se levantar. Porém, logo depois, ele resolveu ficar no ônibus. Estranhei e fui embora. Depois percebi que meu porta-moedas havia sido roubado. Ainda bem que foi só o porta-moedas e, acreditem ou não, estava totalmente vazio! (foi assaltar estudante, se deu mal…rs). Depois, pensando no ocorrido, lembrei-me que ele estava sentado algumas cadeiras à minha frente e sempre virava a cabeça pra trás (já estava me marcando e mostrando pro comparsa, que deve ter sido o autor do furto). Em relação à Europa, furto a turista é praticamente profissão em diversas cidades como Paris, Barcelona, Roma…Todo cuidado é pouco em qq parte do mundo.

  22. Tive a infeliz felicidade de entrar em taxis com motoristas corruptos. Eles ficavam dando algumas voltinhas só pra cobrar um pouquinho mais sabe? Eu no banco de trás com as crianças e o motorista enrolando o marido na frente como se fosse o cara mais simpático do mundo. Dica : não fale com o taxista além do necessário e verifique se ele marca o taxímetro antes de começar a corrida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares