Andar pelos canais em Amsterdam – uma atração em si

por: Marcio Nel Cimatti 09/05/2017

Parece brincadeira, mas inclua na sua viagem à Amsterdam, algum tempo apenas para caminhar entre os canais da cidade. Na sua viagem com as crianças para Amsterdam, a recomendação também vale.

O Canal Ring ou Canal Belt, no centro histórico da cidade foi considerado como patrimônio da Humanidade pela Unesco e faz por merecer. Esta estrutura de canais, construída no século 17, torna Amsterdam uma cidade única. São cerca de 100 kms de canais conectados que fazem parte do desenvolvimento da cidade e contam muito da história dos últimos 400 anos da cidade. Toda aquela estrutura, em formato de ferradura olhando no mapa, foi toda construída para a expansão da cidade, em duas fases: em 1610 e em 1660. Este foi um período extremamente próspero para a cidade, em termos econômicos, políticos e culturais. A cidade precisava crescer e os canais foram também organizando as pessoas e as atividades.

Canais de Amsterdam

Nos lindos canais Herengracht e Keizersgracht estavam as famílias mais ricas e importantes. São mais largos e com casas super imponentes, que podem também ser vistas no passeio de barcos pelos canais (veja aqui). Já os canais Singel e Prinsengracht concentravam os operários e comerciantes. Nesta época de ouro, havia cerca de 1.000 depósitos de mercadoria pela cidade e os canais eram as principais vias de transporte, não apenas para comércio local, mas como centro de distribuição para navios que viajavam o mundo.

Canal em Amsterdam

É incrível pensar que Amsterdam está abaixo do nível do mar. Morei lá por 2 anos, visitei cidades recém construídas sobre o mar e ainda assim acho difícil imaginar que quase tudo ali era água. Para manter tudo no mesmo nível, a construção dos canais e da cidade, tem um sistema muito engenhoso de diques e pontes que administram este nível. Hoje a água dos canais é constantemente trocada e vem do lago Ijsselmeer, lá atrás da Estação Central. Há até peixes nadando por lá (veja o post sobre o Artis Zoo onde conto sobre o aquário). Mas no século 17, mesmo com todos aqueles lindos edifícios o cheiro dos canais era completamente insuportável, pois vivia como um esgoto a céu aberto! Bom, mas estamos falando de 1.600.

Canal em Amsterdam

Bom, mas isto tudo é história. Quando estiver por lá, há alguns canais imperdíveis:

Singel – sabe por quê? Porque aqui nasceu o AJanelaLaranja! Sim, foi em uma janela do Singel, 91, um predinho de 1800 e alguma coisa que o blog nasceu em 2006.

Janela Laranja Amsterdam

Herengracht e Keizersgracht – os casarões mais lindos.

Prinsengracht – abriga a maravilhosa Westerkerk, onde reis e rainhas são coroados, a Casa da Anne Frank, a deliciosa feira orgânica aos sábados na Noordermarkt e muitos bares e cafés. Visite também o museu da casa barco (veja aqui).

Canais secundários como o lindo Bloemgracht, no Jordaan – com aquelas pequenas pontes que iluminadas a noite são um espetáculo à parte.

Brouwersgracht – adoro este canal que tem muitos armazéns. Aqui é um ótimo lugar para ver e fotografar casas barco.

Todos! Hehehe… tudo lá é plano. Ande e vá parando com as crianças em lojinhas simpáticas, cafés gostosos e observando as diferentes casas ao longo dos canais. Você não vai se arrepender.

Veja todas as dicas de Série “As Laranjinhas em Amsterdam” clicando aqui. Você vai saber as atrações que mais gostamos, onde comer, como chegamos na cidade e muito mais.

Agradecemos aos parceiros da série “Laranjinhas em Amsterdam”, KLM – Royal Dutch Airlines, Amsterdam Marketing, Hilton Hotéis, Van Gogh Museum, Rijksmuseum, Nemo Science Museum, A´DAM Lookout, Artis Zoo, Muiderslot Castle, Efteling, Restaurante Mazzo, Restaurante Moeders, Restaurante Pancake Bakery



Comentários do Facebook

Comentários do Blog

Deixe seu Comentário






© 2006-2018 | A Janela Laranja - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar