segunda-feira, julho 26, 2021
spot_img
HomeA Janela LaranjaTudo sobre trabalhar como nômade digital

Tudo sobre trabalhar como nômade digital

Com a modernização da tecnologia e dos ambientes de trabalho, muita coisa mudou em relação aos empregos formais que existiam nas últimas décadas. O advento da internet possibilitou que pessoas e empresas mudassem sua forma de interagir e oferecer serviços. 

A pandemia do COVID-19 também potencializou as modalidades de trabalho online como o home office. Uma das possibilidades que surgiu foi o nômade digital. Neste texto vamos explicar o que é essa forma de trabalho e como é a vivência de um nômade digital.

Confira a seguir: Estágio de Sonhos: Trabalhe com Redes Sociais, em Londres!

nomade-digital

O que é e faz um nômade digital?

O nômade digital, como o nome já dá a entender, é uma pessoa que não trabalha em um ambiente fixo como escritório ou empresa. Esse tipo de trabalhador oferece serviços, muitas das vezes como freelancer e assim pode organizar sua rotina de trabalho como bem entender. Com isso ele não fica vinculado a um emprego e seu ambiente, ele pode expandir os horizontes e encaixar os trabalhos da maneira que melhor lhe convém.

Essa modalidade de prestação de serviço é muito feita por trabalhadores com atuação que envolvem diretamente o espaço virtual da internet como designers, criadores de conteúdo, programadores, entre outros. Mas com a tecnologia cada vez mais atuante na nossa rotina e também com as mudanças geradas pela pandemia de COVID-19, outros trabalhadores adaptaram seus serviços para a forma online.

Outro aspecto que influencia na facilidade de oferecer essa modalidade de serviço é que um nômade digital necessita apenas de um computador e boa conexão de internet para começar a trabalhar. Algumas das vezes um celular ou tablet são as ferramentas necessárias para realizar o serviço, visto que programas de computadores têm cada vez mais oferecido versões móveis de seus produtos.

nômade digital

O que é preciso para se tornar um nômade digital?

Conforme dito acima, para se tornar um nômade digital não é necessário um aparato tecnológico muito caro e potente, o que ajuda, mas não se faz necessário. Porém são necessários outros aspectos, mais ligados à organização, rotina e características subjetivas de cada pessoa.

Primeiramente, para ser um bom trabalhador na área é preciso ser uma pessoa flexível, que consiga se adaptar a diferentes momentos, lugares e pessoas. Como você estará oferecendo serviços virtuais sem representar uma marca ou empresa, muitos clientes diferentes poderão te procurar e solicitar serviços igualmente diferentes, mesmo que dentro da mesma área de atuação.

Também não será sempre que você terá uma agenda cheia de serviços, pois com o trabalho autônomo você depende da procura de pessoas pelo seu serviço. Isso causa uma instabilidade financeira caso você não planeje bem esse aspecto. Você terá que lidar com períodos de mais ou menos serviços e estar apto a lidar com isso.

Você também não terá uma rotina fixa de horário de entrada, saída, colegas de trabalho, ambiente, entre outras coisas. Portanto o nômade digital também precisa se adaptar a cada cenário, para criar planejamentos para seus dias e não acabar acumulando serviços que não conseguirá terminar dentro do prazo estipulado pelo cliente.

A remuneração pelo serviço também pode variar de acordo com cada cliente, você terá que ser um profissional que sabe negociar os valores e seus serviços. É preciso saber como divulgar seu trabalho para que novos clientes apareçam e fazer seu serviço ser cada vez mais indicado.

Dentro desse mercado terão diversos outros trabalhadores disponíveis para oferecer seus serviços, então você deve investir em uma boa divulgação, portfólio e currículo para que clientes possam entrar em contato com o serviço que você desenvolve. 

É sempre bom estar se atualizando, fazendo cursos, pedindo indicações para os clientes que gostam do seu serviço, assim aumentando seu networking entre seu serviço e possíveis clientes.

Uma boa maneira de iniciar sua estrada como nômade digital pode ser oferecendo serviços de freelancer esporadicamente, mesmo que tenha um serviço fixo. Assim você começa a experimentar a rotina de um nômade digital e também a fazer seu networking

Dificilmente você conseguirá de uma hora para a outra se tornar um profissional nessa área com grande sucesso, por isso é bom ter um início gradativo e de preferência respaldado por uma outra forma de renda fixa.

stil TVllFyGaLEA unsplash 1

Vantagens e desvantagens de ser um nômade digital

Como qualquer trabalho, ser um nômade digital tem suas vantagens e desvantagens. Em relação às vantagens, temos que, primeiramente, por se tratar de um serviço feito de forma remota, há flexibilidade em relação à rotina. Com isso, você se torna dono do seu tempo de trabalho dentro da sua rotina. 

Isso também facilita você poder viajar e escolher um lugar para morar que lhe ofereça uma boa condição de vida com um custo não tão elevado. É comum nômades digitais viajarem entre cidades das mais variadas regiões, combinando a prestação de seus serviços e uma melhoria na qualidade de vida. 

Essa quebra de rotina e liberdade pode ser o motivo de felicidade de muita gente que não consegue se identificar com um modelo de emprego fixo e rígido. Isso também possibilita que esses trabalhadores prestem serviços estritamente na área que gostam de atuar, pois não são obrigados por empresa ou patrão a fazerem serviços fora de sua vontade.

Para muitos, também pode ser uma melhora na vida financeira, uma vez que você não precisa morar em uma cidade específica para conseguir um serviço. Com isso, muitas das vezes, os nômades digitais acabam evitando grandes metrópoles como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, e procuram cidades menores, com maior qualidade de vida e custo menor.

Agora, em relação às desvantagens, é bom ter em mente que a vida de um nômade digital exige muito trabalho duro, dedicação e planejamento. Isso acontece, pois, a vida de uma pessoa que opta por essa carreira se torna muito mais instável que um emprego de carteira assinada nos moldes da CLT. Aqui não há nenhuma seguridade, nenhum direito trabalhista.

Você também tem que ter um ótimo controle emocional para mediar as frustrações que podem acontecer. Muitas vezes você pode se esforçar muito para um conteúdo ter pouco retorno ou não sair como imaginava. 

Por último, mas não menos importante, pense que a vida social de um nômade digital é bem conturbada pelas mudanças de lugares e falta de laço afetivo a um espaço físico. Com tudo isso em mente, dá pra começar a pensar se essa caminhada é uma área pra você ou não.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares