domingo, agosto 1, 2021
spot_img
HomeA Janela LaranjaCachoeiras no Rio de Janeiro

Cachoeiras no Rio de Janeiro

Para dias quentes no Rio de Janeiro, não há nada melhor que cachoeiras e boas piscinas naturais para relaxar e se refrescar. Em meio a montanhas e florestas, é possível encontrar verdadeiros refúgios na grande cidade.

Entretanto, desde já, é preciso mencionar que o percurso até eles, podem exigir caminhadas leves ou moderadas. Pensando nos amantes da natureza, separamos as melhores opções de cachoeira no Rio. Confira a seguir!

Veja também – As Melhores Cachoeiras de São Paulo

Cachoeiras-no-Rio-de-Janeiro

As Melhores Cachoeiras no Rio de Janeiro

Cachoeira das Almas 

Além do Parque Nacional da Tijuca contemplar os visitantes com uma beleza encantadora de trilhas, florestas e mirantes, ainda oferece lindas cachoeiras e uma delas é a Cachoeira das Almas, situada no Setor Floresta da Tijuca, ficando a somente três quilômetros do portão do parque. 

Para a alegria dos banhistas, diferente das outras deste setor, a Cachoeira das Almas é liberada para banho. A trilha para chegar até o local começa próximo ao Centro de Visitantes e continua beirando o Riacho das Almas, contudo, a maior parte do trajeto é plano, facilitando a caminhada. 

Curiosamente, o nome da cachoeira possui muita história, considerando que descende da época dos escravos, já que o local era cenário para a realização de cultos religiosos. 

A Cachoeira das Almas funciona todos os dias das 8h às 17h e os visitantes credenciados podem entrar todos os dias a partir das 6h. Lembrando que a entrada ao local é somente a pé pela trilha que leva até a cascata. 

Seguros Promo

Cachoeira dos Primatas 

Situada no Parque Nacional da Tijuca, bem como demais cachoeiras mencionadas, a Cachoeira dos Primatas situa-se Setor Serra da Carioca, para chegar ao local é possível ir através da rua Sara Vilela, no Jardim Botânico, sem muitas dificuldades e, ao chegar até o local, a caminhada é bastante tranquila e pequena, facilitando bastante a caminhada para os turistas. 

Por isso, se o objetivo for encontrar uma boa queda de água sem a necessidade de uma trilha complexa e com uma vista fascinante da mata, esta cachoeira pode ser o destino ideal, principalmente, considerando que o passeio abrange um poço para os banhistas aproveitarem de forma integral e mergulharem, além da Gruta dos Primatas e a cachoeira principal. 

Os banhistas que optam por ficar na cachoeira principal, conseguem visualizar a conhecida Lagoa Rodrigo de Freitas, localizada na Zona Sul do município. Além disso, o rio que forma a cachoeira faz parte da bacia hidrológica da lagoa, sendo ele um dos responsáveis por sua existência e formação. 

Todos os dias da semana, a Cachoeira dos Primatas fica aberta para acesso das 8h às 17h. 

Ducha das Paineiras 

Próxima ao Corcovado, a Estrada do Redentor é um dos possíveis caminhos para chegar até o Cristo Redentor. Neste percurso, é possível se deparar com duchas naturais e fontes de água mineral que formam verdadeiros “chuveirões” no local. 

A água doce vem da extremidade da serra e se a ideia for tomar uma ducha ao natural com uma vista excepcional, a Ducha das Paineiras é excelente para tal, considerando que ela se situa no Setor Serra da Carioca e conta com vistas que encantam demais através dos mirantes. 

Igualmente nos demais setores do Parque Nacional da Tijuca, a Ducha das Paineiras é possível de ser acessada todos os dias das 8h às 17h. 

Cachoeira do Sorimã (Pedra da Gávea) 

A Cachoeira do Sorimã ou Cachoeira da Pedra da Gávea é pouco falada na cidade do Rio de Janeiro, porém é uma ótima opção para quem está na região, principalmente, considerando que a cachoeira fica bem no começo da trilha para a Pedra da Gávea, na Barra da Tijuca, o acesso é gratuito e o nível de dificuldade da caminhada é bastante fácil. 

Sem a necessidade de um guia e demorando, aproximadamente, de 10 a 15 minutos para acessar a Cachoeira do Sorimã, a época ideal para visitá-la é nos meses chuvosos, já que o volume da água amplia e a atração fica mais interessante aos banhistas. 

Cachoeira do Chuveiro (Cachoeiras do Horto) 

Igualmente a Cachoeira dos Primatas, a Cachoeira do Chuveiro também se situa no Setor Serra da Carioca, no entanto, em alturas diferentes. Para acessar a queda de água, é possível ir pela Estrada Dona Castorina no Horto e, um pouco adiante, a trilha pode ficar mais crítica por conta das subidas. 

Porém, a caminhada é muito válida, a cachoeira é belíssima e possui uma piscina natural farta, rasa e ideal para aproveitar com a família e as crianças. Além disso, é importante mencionar que o local é muito bem sinalizado e, parcialmente, simples de ser acessado. 

Como as demais cachoeiras do Parque Nacional da Tijuca, a Cachoeira do Chuveiro está disponível para acesso todos os dias da semana das 8h às 17h. 

Cachoeira do Camorim (Parque da Pedra Branca)

O Açude do Camorim situa-se no Parque da Pedra Branca e fica bem próximo ao Rio Centro. Trata-se de um grande lago com uma extensa área e 18 metros de profundidade, além de estar a 435 metros acima do nível do mar. O local foi idealizado por Sampaio Corrêa e edificado por Henrique de Novaes nos anos de 1908, por isso, não é uma obra natural e sim, construída. 

A famosa Cachoeira do Camorim, acessada após uma hora de caminhada através da trilha para o açude, é única e simplesmente sensacional. A queda das águas que desce pela Serra do Nogueira dá origem a cachoeira e ainda formam pequenas piscinas naturais. 

Com as opções mencionadas acima, o calor da cidade pode ser cessado com um banho gelado natural e com belíssimos visuais em meio a natureza que a cidade proporciona entre montanhas e florestas.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares