sexta-feira, julho 30, 2021
spot_img
HomeSem categoriaTurismo de vacina na Rússia: saiba mais sobre isso.

Turismo de vacina na Rússia: saiba mais sobre isso.

Chegou a hora de falar sobre o turismo da vacina na Rússia. Diante da demora na vacinação aqui no Brasil – com a falta de insumos para a produção de mais vacinas – muitas pessoas estão buscando alternativas para adiantar a imunização contra o Covid-19.

O chamado “turismo da vacina” está sendo cada vez mais frequente nos países que estão com o processo sanitário em estágio mais avançado. E os russos já entraram na lista dos que aderiram à moda.

st petersburg russia 3747214 1920

De olho nessa tendência, agências de viagens estão oferecendo pacotes que incluem a possibilidade de vacinação contra o coronavírus. No caso da Rússia, a imunização também está atraindo residentes de outras nações próximas, como a Alemanha (cuja vacinação está ocorrendo mais lentamente e sendo alvo de críticas da população).

Mas, para que a viagem ocorra sem complicações, o turista deve obedecer a algumas regras específicas. Tanto para que consiga ingressar no país legalmente, como também para que tenha a permissão, na condição de estrangeiro, de efetivamente se vacinar sem qualquer entrave burocrático.

Assim, neste artigo você vai conhecer as principais informações sobre o turismo da vacina na Rússia e quais os procedimentos e custos que o turista deve arcar para que seja vacinado.

Além disso, serão abordadas as principais informações sobre o andamento da vacinação por lá e as diferenças e especificações desse processo com relação ao resto do mundo.

Situação atual do turismo da vacina na Rússia

Ao contrário de grande parte dos países no mundo, a vacinação na Rússia com o imunizante Sputinik V está sendo aplicada a qualquer pessoa que desejar se vacinar – em vez da priorização de determinados grupos.

Ainda não existe oficialmente uma campanha oficial do governo para incentivar o turismo da vacina. Mas é totalmente possível que um residente em outro país consiga realizar a vacinação (desde que obedeça aos critérios estipulados para entrar no país).

Essa permissão velada da Rússia deve ser tornar um programa oficial do governo a partir do mês de julho. Ainda no início do ano, o país já havia anunciado que deve lançar, no segundo semestre de 2021, um programa oficial do governo voltado ao turismo da vacinação.

Assim, o país deve divulgar em breve um enquadramento específico que facilite ainda mais a imunização para estrangeiros, além de permitir que a vacinação seja aplicada para esse grupo específico da população.

night 1450087 1920

Como são os pacotes de viagens do turismo da vacina na Rússia

Uma viagem de quatro dias a Moscou, com um dia de passeios turísticos e de brinde, uma vacina Sputnik V. Esse pacote é um dos que estão sendo oferecidos pela agência de viagens norueguesa World Visitor.

Conforme reportagem publicada no site G1, os preços dos pacotes de vacinação contra o coronavírus podem custar entre US$ 1,4 mil a US$ 3,5 mil (o que equivale de R$ 8 mil a R$ 20 mil). Nesse pacote, os clientes não são cobrados até receberem oficialmente um visto russo.

Os pacotes de turismo da vacina na Rússia começaram a ser oferecidos no dia 8 de abril, dia em que os turistas receberam a primeira dose do imunizante. A segunda dose para esse primeiro grupo autorizado a ingressar no país foi aplicada algumas semanas depois. Outra agência que analisa a possibilidade de oferecer pacotes do turismo da vacina é a EurAsian Travel.

Seguros Promo

Como é a vacina Sputinik V

A Sputnik V possui esse nome em homenagem ao primeiro satélite do mundo lançado pelos russos. Os testes do imunizante começaram a ser realizados ainda em junho do ano passado e vacinação em dezembro.

De acordo com estudo publicado na revista científica Lancet, a vacina russa possui 91,6% de eficácia, sendo considerada uma das mais elevadas do mundo.

O imunizante já teve autorização de órgãos sanitários de mais de 60 países para sua aplicação na população. A vacina russa foi a primeira registrada contra a Covid-19 no mundo, em 19 de agosto do ano passado.

Principais restrições para brasileiros ingressarem na Rússia em meio à pandemia

Se você está interessado em embarcar no turismo da vacina para a Rússia, é importante atentar para as diversas restrições que incidem sobre as viagens ao exterior e no território da Federação da Rússia. Oficialmente, as fronteiras do país permanecem fechadas para os estrangeiros. De acordo com informações disponíveis no site da Embaixada da Rússia no Brasil, os passageiros provenientes do exterior devem respeitar as seguintes regras:

  • Resultado negativo (em inglês ou russo) de teste para covid-19 (“PCR”). Esse teste deve ser feito até três dias da data de chegada na Rússia;
  • Caso o turista não tenha realizado o exame no exterior, deve se submeter teste pra covid-19 dentro de três dias da data da entrada em território russo;
  • Por fim, caso o resultado seja positivo, deverá cumprir auto isolamento de 14 dias.
vacina na Russia

Outros países que permitem o turismo da vacina

Confira outros países onde a vacinação para turistas está liberada, conforme reportagem da CNN:

Estados Unidos: A permissão para turistas se vacinarem está sob responsabilidade de cada estado. Em Nova York, por exemplo, o prefeito criou centros de vacinação móvel em pontos turísticos, como Central Park, Times Square e Brooklyn Bridge.

O imunizante da Janssen que faz parte do programa norte-americano de vacinação. O estado da Flórida é um dos mais brandos, na prática, nos requisitos para vacinação de estrangeiros.

Mesmo que oficialmente a vacinação seja apenas para residentes, são muitos os relatos de estrangeiros que conseguem obter a imunização, visto que não é solicitado comprovante de residência.

San Marino: localizada dentro da Itália, a República de San Marino passou a ofertar a vacina russa Sputnik V a visitantes em 17 de maio. Para entrar no país, é necessário fazer quarentena em um dos países próximos que estão aceitando o ingresso de brasileiros, visto que as fronteiras estão fechadas para residentes do Brasil.

Panamá: pessoas sem residência no país podem se vacinar normalmente. Entretanto, a vacinação está sendo feita ainda em pessoas com mais de 60 anos e grávidas, sem previsão para abarcar a população total. O país tem administrado doses da Pfizer, Astrazeneca, Coronavac e Sputnik.

Todos os viajantes que se dirigirem ao Panamá que estiveram na América do Sul, África do Sul, Índia e Reino Unido devem fazer quarentena obrigatória e apresentar um teste PCR negativo para Covid-19 feito até 48 horas antes da chegada. Além disso, outro teste deve ser feito no aeroporto.

Sérvia: Relatos de pessoas de países vizinhos dão conta que que turistas estão indo até Belgrado, capital do país, para serem imunizados contra a Covid-19.

Além disso, em datas específicas, o país abre seu calendário de imunização a não cidadãos. Isso tem levado indivíduos da Bósnia e Herzegovina, Macedônia, Montenegro, Bulgária e Albânia a saírem de suas casas rumo ao país dos Balcãs.

Cidadãos brasileiros podem entrar no país ao apresentar teste PCR negativo feito até 48 horas antes da chegada. Voos para a capital Belgrado são feitos a partir do Brasil com paradas geralmente em Amsterdam, Paris ou Zurique.

Países que vão autorizar o turismo da vacina em breve

Confira abaixo as nações que já anunciaram que vão passar a oferecer vacinas para pessoas residentes no exterior.

Ilhas Maldivas: As Maldivas já anunciaram que pretendem vacinar os turistas que chegarem por lá em breve. Apesar de ainda não estar em vigor, as regras para entrada no país são bem brandas se comparadas aos demais países: é necessário apenas apresentar um teste PCR negativo realizado até 72 horas de antecedência para desfrutar as praias e os resorts locais.

Cuba: ainda no mês de fevereiro, a ilha caribenha anunciou que passaria a oferecer sua vacina, a Soberana 2, também a turistas. Contudo, a vacinação ainda se encontra em fase experimental, e desta forma, a iniciativa não tem data para começar.

Mediante a apresentação de um teste PCR negativo e teste obrigatório na chegada do aeroporto é possível ingressar em Cuba. Porém, ainda é preciso cumprir uma quarentena em um hotel local, e no quinto dia, outro teste PCR que apresente resultado negativo. Voos para Cuba que partem do Brasil tem paradas geralmente no Panamá, em Bogotá e em Lima.

Veja também!

Faça quarentena em Belize antes de se vacinar nos Estados Unidos.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares