Argentina reabre fronteiras com o Brasil, veja nossas dicas

98
0

Argentina reabre fronteiras com o Brasil. Sim, agora você já pode viajar para a Argentina novamente. Após sete meses de impedimento em virtude dos cuidados com a pandemia de Covid-19, a Argentina abriu suas fronteiras aéreas para alguns países nesta semana.

Turistas do Brasil, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Chile já podem voltar a desembarcar no país seguindo as orientações e protocolos de saúde. No entanto, as fronteiras terrestres seguem fechadas para os territórios limítrofes. 

Além disso, o Aeroparque em Buenos Aires está sendo reformado, portanto os voos internacionais vão decolar e pousar no aeroporto de Ezeiza. Assim sendo, essas são boas notícias para turistas brasileiros que querem viajar por perto e de forma segura. Por isso, veja mais sobre essa novidade a seguir, e de quebra confira pontos turísticos bacanas para ver por lá.

Argentina reabre fronteiras

Algumas informações importantes antes de viajar para a Argentina

Quem quiser adquirir uma passagem aérea para a Argentina deve apresentar o exame para Covid-19 negativado até 72 horas antes do embarque. Cabe ressaltar que ainda haverá a exigência para utilização de máscaras e álcool em gel, distanciamento social e medição de temperatura. O governo argentino também passará a requisitar um seguro médico de viagem que cubra casos de contágio durante a estadia. 

Estes protocolos considerados como rígidos têm como objetivo de conter ao máximo o número de possíveis contágios com a reabertura. O plano do governo argentino é observar os resultados da nova estipulação para dar sequência à retomada gradual do setor turístico.  Além da Argentina, outros 100 países já estão recebendo brasileiros ou turistas com passagem recente pelo Brasil. A gente já trouxe mais informações sobre o assunto que você pode conferir clicando aqui.

Seguros Promo

A reabertura, a saúde e a economia

Como parece ter sido desde o início da pandemia de Covid-19, as duas maiores preocupações dos governos de todo o mundo são a saúde e a economia. A Argentina foi um dos países que adotou um dos regimes de contenção mais rígidos de todos.

Logo que começaram a ser registrados os primeiros casos no país, as medidas do governo incluíram o fechamento do comércio e fronteiras, distanciamento social de 2 metros entre as pessoas e turistas que estavam no território a menos de 15 dias tiveram de entrar em quarentena obrigatória.

Argentina reabre fronteiras

Por esse motivo, a reabertura das fronteiras aéreas e terrestres agora deve ser feita em etapas, pois os riscos de uma nova onda são altos. Ao mesmo tempo, o momento é delicado também para o setor econômico, visto que a paralisação resultou em impactos diretos ao comércio, indústria e turismo. Nesse aspecto, o Brasil é prioridade com a nova determinação, pois é o país emissor do maior número de turistas para a Argentina. 

No mês passado, o governo realizou um teste na cidade de San Carlos de Bariloche ao permitir que 500 turistas argentinos testassem os protocolos e cuidados sanitários das áreas de hotelaria, gastronomia e agência de viagens. Além disso, as viagens longas de avião, ônibus e trem já foram abertas novamente dentro do país para trabalhadores dos serviços essenciais. Isso tudo facilita ainda mais o processo de viajar para a Argentina.

Seguros Promo

Viajar para a Argentina em tempos de pandemia

Com as graduais reaberturas, as companhias aéreas adotaram diversos protocolos de segurança para poderem oferecer seus serviços de forma segura. No Brasil, todos eles são supervisionados pelos órgãos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.  Porém, para diminuir os riscos de contaminação há mais que pode ser feito não só pelos prestadores de serviço como também e principalmente pelos viajantes.

Viajar durante a pandemia, seja a lazer ou a trabalho, exige uma série de precauções muito maiores do que antes. Algumas das orientações permanecem as mesmas em todos os lugares, mas as dicas principais incluem:

  • Utilizar a máscara quando em lugares públicos. Vale lembrar que a máscara só é eficaz se usada corretamente: cobrindo desde o nariz até a boca;
  • Usar álcool em gel. É imprescindível higienizar não só as mãos, como todas as superfícies de contato, como mesas, balcões ou compras, pois o contágio pode ocorrer de ambas as formas;
  • Evitar aglomerações. Quando se trata de viajar a lazer, é impossível ficar longe dos atrativos turísticos, que geralmente estão sempre cheios de gente. Apesar disto, tente conhecer os lugares em horários alternativos, quando estarão mais vazios;
  • Não use dinheiro em espécie. Ao efetuar pagamentos, prefira utilizar cartões de débito ou crédito, pois as chances de contaminação são menores assim.

O que fazer na Argentina 

Com a reabertura das fronteiras as viagens a lazer já são novamente permitidas, por isso, separamos algumas das melhores atividades que podem ser feitas em diferentes regiões da Argentina. Confira a seguir nossas dicas de viagem tendo em vista as restrições da pandemia.

Argentina reabre fronteiras

Jardim Japonês e Feira de San Telmo

A chegada do verão e da alta temporada abrem inúmeras possibilidades de atividades para serem feitas ao ar livre, sem contar que evitar ambientes fechados diminui o risco de contágio por Covid-19. Se você estiver passando por Buenos Aires nesta época, duas dicas de passeio ótimas são visitar o Jardim Japonês e a Feira de San Telmo. 

O Jardim Japonês é uma área localizada dentro do Parque Três de Fevereiro, no bairro de Palermo. Ele foi construído em homenagem ao príncipe-herdeiro do Japão, o ex-imperador Akihito, durante sua visita no ano de 1967.  O Jardim abre a partir das 10h. 

Já a Feira de San Telmo é um famoso mercado de pulgas da capital e está aberto todos os domingos das 10h às 18h. Lá são vendidos uma diversidade de artefatos que incluem desde antiguidades a produtos artesanais, vale a pena dar uma conferida e conhecer a feira.

Buenos Aires: Roteiro para o final de semana com as melhores atrações e pontos turísticos

Vinícolas em Mendoza

Conhecido por ser como uma “eno-Disney”, paraíso dos enólogos, o estado de Mendoza é o berço da atividade vinícola de toda a Argentina. Cerca de 70% da produção nacional vem de Mendoza e a qualidade é conhecida em todo o mundo. Por este motivo, um dos passeios super recomendados para se fazer no verão argentino é a visitação a vinícolas do estado de Mendoza. 

É durante esta época do ano que ocorre a colheita das uvas para a produção, portanto as parreiras ficam cheias e é possível experimentar a fruta direto do pé. As principais vinícolas são a Luján de Cuyo, a Valle de Uco e a Maipú. 

Veja aqui onde comer em Mendoza

Falando em vinícolas de Mendoza, temos muitas dicas, veja só!

Bodega O. Fournier, um paraíso do vinho em Mendoza

As bodegas de Mendoza – Dia 1

As bodegas de Mendoza – Dia 2

Terceiro dia pela vinícolas de Mendoza

Patagônia

Embora a região seja famosa pelo seu atrativo durante o inverno, os melhores meses para se visitar a Patagônia são entre novembro e março, quando o frio não é tão intenso e os dias são mais longos. Aventureiros e não aventureiros sempre se encantam com a beleza da região. 

Cataratas do Iguaçu 

Localizada na fronteira entre o Brasil e a Argentina, as Cataratas do Iguaçu são um passeio perfeito para se fazer em família. O lugar exala beleza e, durante o verão, as quedas d’água são ainda mais imponentes, pois são mais volumosas do que no inverno. O passeio é indicado mesmo se o tempo estiver chuvoso, visto que as paisagens nunca decepcionam. 

Purmamarca

Aproveitando a reabertura das fronteiras aéreas, outro destino muito recomendado para turistas conhecerem na Argentina são as montanhas coloridas de Purmamarca. Para chegar até lá é necessário fazer uma escala dentro do país e então embarcar em outro voo para as cidades de Jujuy ou Salta. Depois disso, é possível realizar uma roadtrip até as montanhas ou comprar algum tour em grupo. 

A paisagem do Cerro Siete Colores é uma das mais famosas do país e as montanhas são naturalmente coloridas. Além disso, lá estão localizados vestígios de civilizações antigas, ideal para amantes de história, e vilarejos simpáticos cheios de cultura e gastronomia únicas. 

Deserto de Sal  

Ainda em Jujuy, cidade do noroeste argentino, é possível fazer ainda uma viagem para conhecer as Salinas Grandes argentinas, ou o deserto de sal. Embora a estação mais indicada par se visitar o local seja o inverno, por ter um menor índice de chuvas, a paisagem é impressionante o ano inteiro. Estando lá, você pode esbanjar criatividade na hora de tirar suas fotos e criar lembranças inesquecíveis, só não esqueça de levar um casaco.  

 

 

Agora é só se preparar

Já que se tornou novamente possível viajar para a Argentina, basta seguir os cuidados básicos e planejar o seu passeio. Uma dica bacana é escolher os pontos turísticos de sua preferência e organizar o seu itinerário antecipadamente. Assim você poderá avaliar fatores como locais para ficar, onde comer e como será o seu cronograma.

Por fim, não esqueça de se proteger do coronavírus. Tanto para você quanto para quem está a sua volta essa é uma medida fundamental. Não arrisque a sua saúde nem os seus passeios. Previna-se e você estará pronto para se divertir na Argentina.

Seguros Promo

Temos muitos mais dicas! Veja aqui!

 



Deixe seu Comentário

×Fechar