Berlim Oriental

630
8

Atualizado em 03/09/2010

Se você ainda não assistiu ao filme “Adeus, Lênin”, assista.
A vida na Berlim Oriental pode ser algo difícil de imaginar para quem está acostumado a fazer suas compras livremente, escolher onde morar, para onde viajar, etc. Mas muitas pessoas gostavam dela…

Hoje é preciso de um mapa para saber de que lado de Berlim você está… mas vale a pena prestar atenção. A Alemanha Oriental existiu de outubro de 1949 até outubro de 1990. Era chamada de “DDR – Deutsche Demokratische Republik” ou República Democrática Alemã.

Um dos principais símbolos da Alemanha dividida é a torre de televisão ou Fernsehturm. Foi construída na época da DDR e, além da sua utilidade técnica, acabou se transformando em um símbolo político, visto por todos. A torre é aberta à visitação e tem 368 metros de altura. Se o dia estiver bom, dá para se ter uma boa visão da cidade. O site traz mais informações sobre o horário e preço do ingresso.

Uma das principais praças de Berlim, a Alexanderplatz, fica ao lado. Ficava no centro de Berlim Oriental e hoje há lojas de departamentos e um processo grande de revitalização. Lá vi o maior número de punks da minha vida… A praça é bem menos cuidada que outras partes da cidade, mas muito famosa entre os berlinenses.

Achei por acaso um museu que conta um pouco da vida na Berlim Oriental, o “DDR Museum”. Sai com a sensação de que a visão de quem montou o museu parece ser um pouco “positiva demais”, mas foi bem interessante conhecer um pouco da vida na DDR.

O museu é interativo e você pode tocar objetos originais, conhecer uma típica casa do regime socialista e ver algumas fotos. É possível também comprar alguns produtos comercializados na Alemanha Oriental.
Essa última imagem da frente do museu é do site do “DDR Museum”


8 comments

  1. Marcio Nel Cimatti 5 maio, 2009 at 10:15 Responder

    Vale a pena né Claudia!
    Alguns dos produtos que aparecem no filme como o pepino em conserva e o refrigerante estão a venda no museu.

    Valeu!

    Bjo!

  2. Clau 10 maio, 2009 at 20:42 Responder

    O filme é um dos meus preferidos…assisti umas 5 vezes e não me canso. A passagem sobre o pepino é fantástica!!!
    Logo depois de ver a primeira vez, fui a Berlim. Me apaixonei por aquela cidade! E ver o que sobrou do muro…é de arrepiar!

  3. Marcio Nel Cimatti 10 maio, 2009 at 20:49 Responder

    É Clau, eu tbm fiquei fã do filme!

    E a parte do muro eu concordo com você é de arrepiar mesmo!

    Bjo! Valeu!

Deixe seu Comentário

×Fechar