Beto Carrero World – melhor parque da América do Sul

240
1

Atualizado em 24/06/2019

O Beto Carrero World é o principal parque temático do Brasil. Voltamos lá para conferir as novidades e para as Laranjinhas, Vitória e Giovana de 7 e 4 anos, aproveitarem algumas atrações que não puderam ir na primeira vez que fomos. E a alegria da Vitória já começou na entrada, onde você pode medir a criança para colocar uma pulseira com a sua altura e saber quais brinquedos estão liberados para sua altura. A Vitória recebeu a pulseira para crianças com mais de 1,30m, ou seja, ela poderia andar em todos os brinquedos! Parece um detalhe, mas veja no vídeo a alegria dela!

Continue lendo e você vai entender porque que pelo terceiro ano consecutivo, o parque foi eleito como o melhor Parque Temático da América e o 10º Melhor Parque Temático do Mundo, pelo Travelers’ Choice do TripAdvisor.

Como reservamos apenas um dia para o parque, sabíamos que não conseguiríamos ir em todas as atrações e shows, então escolhemos as principais. O parque não é enorme, mas há diferentes shows a algumas atrações podem ter filas.

Atenção! Não deixe de ver as melhores opções de Pousadas em Penha, onde fica o Beto Carrero, assim você poderá  curtir com mais calma o parque. Veja nossa matéria! 

Com o mapa na mão, procuramos logo os locais onde os personagens estariam para tiramos fotos com alguns deles. Na primeira vez que estivemos no parque, a Giovana era bebê e o rei Julien do Madagascar a pegou no colo como se a estivesse “roubando” (veja aqui). Ela estava super curiosa para vê-lo de novo. O mapa não informa os horários de aparição dos personagens. É necessário ir até os locais e verificar os horários. Isto não facilita muito, mas conseguimos ver o leão do Madagascar e tirar foto com ele.

Beto Carrero personagens

Para a Giovana, que tem menos de 1,10m, há menos opções de brinquedos, mas foi um dia bastante divertido para ela também! Algumas outras boas opções para crianças menores de 1,10m:

Montanha Russa Dum Dum: em formato de um simpático jacaré. Com uma queda pequena, fez a alegria dela.

Baby Elefante: aquele elefantinho tradicional que levanta e abaixa. A Giovana adorou e subiu muitas vezes!

Beto Carrero Elefantinho

Roda Gigante: bem ao lado do elefantinho, é uma boa opção para descansar um pouco. Pegamos uma fila pequena, mas demorada.

Raskapuska – um dos preferidos da Giovana (Vitória gostou também) é um barquinho que passeia dentro de uma montanha com música e tem uma pequena queda na água no final. Nós adultos reparamos que os bonecos dentro do brinquedo poderiam ser mais novos, mas as crianças nem perceberam e adoraram os personagens.

Carrossel Veneziano – lindo carrossel de dois andares, dentro da praça de alimentação.

– Xícaras malucas – aquela que as crianças adoram e que eu saio passando mal. Desta vez, a Vitória podia ir sozinha, o que me evitou o enjoo. Mas acompanhei a Giovana que amou rodar, rodar e rodar.

Teleférico – bonita vista do parque, a 80 metros de altura.

Dinomagic – uma das atrações bastante famosas. Um trenzinho que faz um passeio de 5 km por cenários com dinossauros e um momento de ação, onde “vilões” tentam assaltar o trem e a turma do Beto Carrero salva a todos.

Cinema 4D – uma estória de ação, com óculos 3D e cadeiras que se movem conforme o filme. No caso da Giovana, sentamos em cadeiras fixas na primeira fileira, que não tem o movimento. A Vitória curtiu bastante, como se estivesse em uma montanha russa.

Ilha dos Piratas – para as crianças menores, o que vale aqui é a cenografia. Em uma das cavernas há uma sala de espelhos que elas gostaram. Atravessar a ponte também foi legal.

Pirata Beto Carrero

Vi caveira

Crazy River – a grande atração da área Madagascar, a mais nova do parque. Este é aquele brinquedo super legal que vai pela água. A cenografia é linda, as meninas geralmente adoram quando vamos em outros parques, mas a fila durava mais de 2 horas…. não foi desta vez que conhecemos. Mas uma amiga deu uma dica importante: levantar os pés durante o trajeto, pois o chão fica com bastante água. Se levantar os pés, você quase não se molhará no brinquedo!

– Animais: uma das grandes atrações do Beto Carrero World e que as crianças menores adoram. Tem um zoológico, com quase 1.000 animais com girafas, leões, camelos, cobras, macacos e alguns outros. Os cavalos são grandes astros também e há passeios com pôneis para crianças e a cavalo para adultos. Uma atração paga a parte (R$ 5,00) é a “Mamães e filhotes”, onde as crianças podem amamentar bichos de fazenda. Funciona apenas das 15 às 15h30.

Mico leao dourado

Com a Vitória se sentindo a “menina grande que podia ir em tudo”, fomos conhecer também os brinquedos para pessoas com mais de 1,30m. Em determinado momento, nos dividimos e enquanto um de nós ia com a Vitória na montanha russa, outro levou a Giovana para o Zoológico (e foi ótimo fazer isto!).

Star Mountain – a atração que a Vitória mais amou. A primeira montanha russa que ela foi e que fica de ponta cabeça. Foi um pouco receosa da primeira vez e saiu tão animada que tivemos que ir novamente.

Montanha russa Beto Carrero

Firewhip – é a montanha russa mais radical do parque. A Vitória queria muito ir, mas nenhum adulto quis acompanha-la. Hehehehe. Os trens ficam abaixo dos trilhos, deixando os seus pés pendurados. Atinge 80 quilômetros por hora e tem 41 metros de altura.

Elevador (Free fall) e Big Tower – não deu tempo de ir nestas, mas parecem bem bacanas. São aqueles elevadores que despencam, sendo que um deles, o Free Fall atinge 90 km por hora.

Montanha Russa Tigor Mountain – boa montanha russa para os pequenos com mais de 1,10m. Mas a Vitória já estava se sentindo mais radical e optou pela Star Mountain.

Tchibum – montanha russa que cai na água. Prepara-se para se molhar bastante. Muitas pessoas usavam capa de chuva neste brinquedo.

Barco Pirata – fica na Ilha dos Piratas e foi o primeiro brinquedo de “gente grande” que a Vitória foi sozinha. Adorou!

Atenção! Não deixe de ver as melhores opções de Pousadas em Penha, onde fica o Beto Carrero, assim você poderá  curtir com mais calma o parque. Veja nossa matéria! 

Shows:

Outro diferencial no Beto Carrero World são os diferentes shows. Todos são super bem produzidos. Confira os horários logo que chegar ao parque para programar seu dia. Assistimos a dois deles e todos nós adoramos:

Madagascar Circus Show – um show de circo incrível, super bem feito, com os personagens originais do filme. Não deixa nada a desejar para os shows de parques nos Estados Unidos. O show acontece em um teatro em formato de circo, com arquibancadas de madeira. As pessoas vão chegando por volta das 13:15 para o show das 14hs e já se sentam lá dentro. Pode entrar com comida. Quando fomos, abriu um show extra as 15hs. A dica é chegar pelo menos 30 / 20 antes para tentar sentar na arquibancada do meio para ver melhor. Os artistas circenses são demais, com muitas acrobacias, shows de bike e muita dança e música. Não perca.

Show Madagascar Beto Carrero

Bike no show

Velozes e Furiosos – para quem gosta de carros também é um show imperdível. Os pilotos fazem coreografias muito sincronizadas com carros, motos e caminhão. A aventura acontece baseada em uma estória com os personagens do filme Velozes e Furiosos. É bastante barulhento e tínhamos dúvida se as meninas iam gostar. A Vitória adorou. A Giovana gostou também, mas se incomodou um pouco com o barulho. Se estiver com crianças muito pequenas, uma alternativa é assistir ao show de dentro do restaurante que fica em frente à atração.

Motos Fast and Furious

Fast & Furious

Não vimos os demais shows, mas te conto como são:

Excalibur – o show com almoço muito famoso e que é bastante parecido com o Medieval Times nos Estados Unidos. O almoço é bom para adultos e crianças, com carne, frango assado, legumes, batatinha. Durante o almoço rola o show de duelos medievais que competem pela espada do Rei Arthur. Tudo super bem feito. É preciso comprar ingresso antes e crianças não pagam. Compre a bebida na entrada, antes de começar o show.

– O Sonho do Cowboy – uma super produção baseada nos sonhos de criança do Beto Carrero. São mais de 30 artistas, cavalos e muitos efeitos especiais. A direção musical é do Tim Rescala. Como o show acontece as 18hs, as crianças menores podem já estar bem cansadas. O show dura 50 minutos.

Blum – também muito bem produzido, com muitas cores e acrobacias. No começo tem uma chuva de bolinhas de sabão que alegra as crianças. Mas não é tão envolvente quanto o Madagascar.

Algumas Dicas Práticas:

Estacionamento: custa R$ 40,00 ou R$ 50,00 se quiser parar na área VIP, mas próxima à entrada do parque (referência julho/16). Chegamos por volta das 09:40 (o parque tinha aberto às 09hs) e já estava relativamente cheio. Neste horário, acho que não vale a pena pagar pelo VIP, porque você pode ficar longe da entrada também.

Alimentação: há uma boa praça de alimentação no centro do parque. Parecido com praças de shoppings, tem diferentes opções de restaurantes, inclusive de comida por quilo. Outra opção de almoço é o show Excalibur que falei acima.

Há quiosques de sorvete, pipoca, cachorro quente e algodão doce espalhados pelo parque. Não são baratos, mas o cachorro quente estava bom. Para você ter uma ideia dos preços em julho/16: pipoca R$ 9,00, algodão doce R$ 6,00 e cachorro quente R$ 10,00. Dá para levar água e comida na mochila.

Horários: o parque tem horários de funcionamento diferentes ao longo do ano, então é sempre bom conferir o site antes de programar sua viagem. Nos meses de férias (novembro a fevereiro, julho) funciona todos os dias.

Ingressos: dá para comprar o ingresso de 01 ou 02 dias ou o passaporte anual. Crianças até 03 anos e aniversariantes do dia (até 12 anos) não pagam e pessoas com mais de 60 anos tem um grande desconto! Os valores variam de R$ 70,00 (um dia, idosos) a R$ 205,00 (dois dias, média temporada).

FastPass – a pulseira que dá 12 acessos sem filas às atrações mais concorridas. Custa de R$96,00 para um dia. Se não for super alta temporada, não vale a pena.

Onde ficar –  para quem vem de mais longe, como nós de São Paulo, acho que vale passar um tempo pela região que é linda. Nós ficamos no hospedados no Infinity Blue – Resort & SPA em Balneário Camboriú. Fica a apenas 36km do parque e tem uma ótima infra, quartos e alimentação. Acho que valeu muito a pena, porque aproveitamos os outros dias para curtir o hotel e a praia.

Em Penha, onde fica o parque, há várias pousadas e pequenos hotéis. Tive a indicação de uma chamada Pousada Pedra da Ilha, com boa estrutura e quartos novos. Fica a 5 km do Parque.

Atenção! Não deixe de ver as melhores opções de Pousadas em Penha, onde fica o Beto Carrero, assim você poderá  curtir com mais calma o parque. Veja nossa matéria! 

Veja mais dicas de Balneário Camboriú, clique nos links abaixo:

Infinity Blue Resort, o melhor lugar para ficar na região. 

BC by Bus, o tour com ônibus 2 andares em Balneário Camboriú

Beto Carrero, veja como é passar o dia no melhor parque temático da América do Sul.

Veja como foi ir de São Paulo até  Balneário Camboriú de carro.

Parque Unipraias, você precisa conhecer 

Passamos o dia no Beto Carrero a convite do parque.



1 comentário

Deixe seu Comentário

×Fechar