sexta-feira, fevereiro 3, 2023
spot_img
HomeEuropa e DemaisBetway compara e aponta destinos europeus mais baratos para conhecer no Ano...

Betway compara e aponta destinos europeus mais baratos para conhecer no Ano Novo

A Europa é uma das melhores opções para quem deseja passar um Réveillon diferente. Apesar de não ter a mesma tradição aqui do Brasil, como pular ondas ou festas mais agitadas, o final de ano europeu tem algumas atrações interessantes. Por isso, o blog da Betway fez um levantamento de preços e mostrou que algumas opções do velho continente podem valer mais a pena, no custo, que algumas cidades do Nordeste. No entanto, as cidades mais famosas ainda geram uma despesa maior.

Por exemplo, se uma pessoa tiver um familiar morando em Portugal, a capital Lisboa surge como uma excelente opção. O custo-benefício é um dos melhores, segundo os números mostrados pela Betway Insider. Seria preciso cerca de R$ 9,3 mil para fazer uma viagem de cinco dias pela cidade europeia, saindo de São Paulo no dia 29 de dezembro, e voltando no dia 2 de janeiro. Ou seja, uma boa opção para quem sonha em passar o Ano Novo em um destino fora do Brasil.

destinos europeus mais baratos para conhecer no Ano Novo
Fonte: Unsplash

Esse custo é interessante, e fica mais barato que algumas opções mais badaladas no Nordeste. O Réveillon em Fernando de Noronha custa quase R$ 10 mil, sendo um pouco mais caro que Jericoacoara. A viagem para Lisboa ficaria mais barata que essas duas cidades, assim como o Ano Novo em Madri. Na cotação para a capital da Espanha, o custo fica em R$ 8,2 mil. Uma comparação curiosa, mas que mostra como é preciso ter planejamento antes de escolher o destino.

A notícia ruim para quem deseja passar esse período na Europa é por conta de cidades mais conhecidas, como Londres e Paris. As duas geram custos mais altos, com até R$ 12 mil por pessoa. Roma e Berlim também entram nesta lista, apesar de ficarem um pouco mais abaixo. Nessas duas, a viagem custaria, para apenas um único turista, algo próximo de R$ 10 mil. A dúvida é se a ideia de passar um Réveillon em alguma grande cidade da Europa compensa um custo mais alto.

Tradição diferente em alta

Viajar para a Europa é entrar em uma cultura completamente diferente da brasileira. Por isso, é preciso saber que o Ano Novo não deve ter as mesmas cores que aqui. Quem fala isso é a jornalista Mariane Martins, em conversa com a equipe da Betway, site de roleta virtual. “Eu achei bem diferente daqui. Ninguém com aquela coisa das roupas brancas, com muitos dos costumes que a gente tem de fim de ano”, conta a brasileira que passou o período em Roma, a capital da Itália.

Outra situação em que a Europa faz sentido, como falamos anteriormente, é pela presença de algum familiar no exterior. Quem fala isso é José Graco, empresário do ramo do turismo. “O viajante que deseja passar o Réveillon no exterior são turistas com familiares em algum destino na Europa, casais e amigos que possuem este sonho de viagem e buscam conhecer o frio europeu, característico do período, ou turistas que prezam por um turismo de luxo.”

Cidades como Londres, Roma, Paris e Lisboa, além de outras, são destinos excelentes para o Ano Novo. Apesar de tradições diferentes, existem eventos que chamam a atenção. Em algumas cidades, os fogos de artifícios se destacam, enquanto em outras são as festas mais animadas e alternativas. O resumo é que existem eventos para qualquer um, então dificilmente seria uma experiência ruim.

Viagem no final do ano

As pessoas costumam usar as últimas semanas do ano para viajar, e existem vários motivos para isso. No entanto, a questão financeira é uma das mais importantes. Esse é o período onde a possibilidade de investir em uma viagem é maior. Assim, as pessoas acabam escolhendo melhor o destino. O planejamento acaba sendo ainda mais importante, pois isso pode definir se vale a pena conhecer algum país europeu no Ano Novo, ou ir para o Nordeste.

Os números mostrados pela Betway são interessantes, e apontam para uma tendência de proximidade nos custos de uma viagem para diferentes locais. Além disso, são números que podem servir de ajuda na hora de escolher para onde ir. Escolher entre Lisboa e Fernando de Noronha, por exemplo, não interfere muito pelo lado financeiro, pois ambas têm custos próximos.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares