Conheça a vinícola Terranova, no Vale do Rio São Francisco, na Bahia.

1555
3

Atualizado em 25/11/2020

Sim, você leu direito: vinícola na Bahia. Se você ainda tem algum preconceito com vinhos nacionais essa é a sua chance para acabar de vez com isso. Saiba que a GOL, companhia aérea, já serve vinhos e espumantes produzidos no Vale do São Francisco para seus clientes mais exigentes da classe executiva e da sala vip.

Vou te contar como foi a minha visita à vinícola Terranova, que é do grupo Miolo, para você saber como planejar uma sua viagem para lá.

Eu fui com o voo da GOL que sai de Guarulhos a noite direto para Petrolina. Você pode fazer o mesmo em uma sexta-feira e acordar sábado em frente ao rio São Francisco.

Reserve a visita na vinícola e aproveite o caminho para reparar como a região vem se desenvolvendo com o plantio de frutas tropicais e com as uvas para o mercado interno e para exportação.

Graças à captação de água de forma organizada e controlada do rio São Francisco, essas plantações se tornaram viável nessa região tão árida do sertão entre os Estados da Bahia e de Pernambuco.

No ano 2000, o Grupo Miolo desembarcou em Casa Nova, na Bahia, onde adquiriu a Fazenda Ouro Verde que produzia ainda que timidamente uvas na fazenda. A fazenda foi reformada, novas uvas plantadas e testadas no solo. Depois de inúmeras tentativas, descobriram as uvas que melhor se adaptaram ao solo e ao clima da região. Hoje, são 200 hectares dedicados a essas uvas.

Vou te contar como foi a minha experiência. Cheguei por volta das 10 da manhã na vinícola com um grupo de jornalistas e blogueiros e tivemos o privilégio de fazer o tour com o Adriano Miolo, que é da família fundadora e enólogo do Grupo.

vinicola-Terranova

Andando pela fazenda, eu conheci como um método e controle de irrigação faz com que nessa fazenda se produza uva duas vezes por ano. Com o sistema de gotejamento de água, eles conseguem reproduzir e controlar as quatro estações do ano perfeitamente. Foi muito interessante de acompanhar, veja na sequência de fotos os diferentes estágios.

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

Depois de ver os estágios da plantação, consegui ver a máquina que colhe a uva para produção de vinho e a colheita manual de uvas de mesa.

Seguimos para dentro da sede e da fábrica após vermos as parreiras de perto, no calorzão. Nessa parte interna, acompanhamos a parte da produção mesmo, onde as uvas chegam, os toneis, barris e os processos de engarrafamento e rotulagem.

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

vinicola-Terranova

Até que chegou a hora mais aguardada, que foi a degustação. Hora que eu descobri como são os vinhos e principalmente os espumantes produzidos na Terranova.

vinicola-Terranova

Eu experimentei duas bases de espumante, o que foi bem interessante para conhecer os cortes. A primeira base foi a safra 2018 da Chenin Blanc, que é uma base ácida com notas de pera. A segunda foi a Sauvignon Blanc.

Logo em seguida, provei a Terranova Brut. Bem leve e fresca, vai super bem nos dias de calor, para tomar na piscina ou na praia. Na sequência, provei a Terranova Brut Rosé, uma brut com pouco menos de açúcar. Para quem gosta de rosé, vale a pena experimentar. Fechei a degustação dos espumantes com o Terranova Moscatel, que é o mais vendido e vai bem com doces.

Aí chegou a hora que me surpreendeu: degustei dois tintos. O primeiro deles foi o Miolo Single Vineyard Syrah, feito com uvas de um vinhedo exclusivo chamado mandacaru e com produção pequena. Ele tem tanino persistente e baixa acidez. É um vinho de média a alta estrutura, de intensa presença em boca.

O segundo vinho foi o Testardi, a maior surpresa da visita. Testardi, significa “teimoso” e o nome foi escolhido pelas pessoas que acreditaram que era possível elaborar esse bom vinho ali, na terra árida do Vale do São Francisco. Ele é o exemplo de como a uva Syrah se adaptou bem a essa região do Brasil.

vinicola-Terranova

Anote mais essa dica! Um jeito interessante de conhecer a vinícola é fazendo o passeio do Vapor do Vinho que além da visita a vinícola tem a navegação com direito a mergulho no lago de Sobradinho e um almoço com as delícias da gastronomia local. Veja mais detalhes nesse link e no vídeo acima.

vinicola-Terranova

Serviço:

Visita à Terranova  – valor R$ 15,00 e inclui degustação de 2 rótulos.

As visitas podem ser feitas de segunda a sexta, às 9h ou 14h ou nos fins de semana com agendamento antecipado.

Mais informações nesse site: https://www.miolo.com.br/enoturismo/

Passe na loja da vinícola e compre os vinhos que mais gostou! No aeroporto de Petrolina é permitido cada pessoa levar na mão até 6 garrafas. O pessoal da loja coloca em uma caixa para você.

vinicola-Terranova

Loja da vinícola Terranova

Como chegar?

Saindo de São Paulo a Gol tem voo direto para Petrolina. Consulte os horários aqui

Onde Ficar?

Eu fiquei no Nobile de Petrolina, provavelmente o melhor hotel da região. Clique aqui para reservar!

Agradeço o convite da Miolo e Gol

Ajudamos você com sua Viagem!

O hotel que você está procurando está no Booking

Alugue seu carro em 10x no Brasil sem o IOF de 6,38%

Sua Passagem em 10x aqui no Viajanet

Se estiver pensando em Resort, o Zarpo tem os melhores preços

Não viaje sem seguro, faça o seu agora! Clique aqui.

Compre seu ingresso da Disney, da Universal e do Sea World aqui

Seu ingresso da Broadway, do Cirque du Soleil e City Pass, você encontra aqui



3 comments

Deixe seu Comentário

×Fechar