Fotografando o pôr-do-sol

183
40

Atualizado em 04/09/2010


Fotografando o pôr-do-sol

Algumas pessoas me perguntaram sobre isso e eu achei interessante compartilhar algumas dicas com vocês que amam viajar e clicar.

Fotografar o pôr-do-sol não tem segredo nenhum, mas nem sempre a imagem fica do jeito que esperamos ou do jeito que estamos vendo na hora.

Por isso, na próxima vez que estiver em frente a um pôr do sol daqueles, vamos fazer algumas coisas diferentes do habitual.

Com a chegada da câmera digital ficou mais fácil ver as imagens após o “clic” e entender o que aconteceu para depois tentar melhorar.

Primeira coisa para o resultado ficar mais interessante: use o “zoom” da sua câmera ou para quem tem uma câmera mais avançada e que troca a lente, use uma lente tele.

Usando o zoom ou a tele o sol vai “ficar maior”, vai parecer estar mais perto do que percebemos sem usar esse tipo de lente ou o zoom.

Depois disso, uma dica prática para as cores ficarem mais bonitas, ou como muitos fotógrafos costumam dizer, ficarem mais dramáticas. Faça a medição de luz ao lado de onde está o sol, sem que ele esteja aparecendo no visor.

Para quem não sabe como é feita a medição de luz e tem essas câmeras compactas: aponte para o céu ao lado do sol e aperte o botão até a metade, segurando-o pressionado como se fosse para focar a imagem. Mantenha-o pressionado e volte a enquadrar o pôr-do-sol do jeito que você quer a foto. Aí é só acabar de clicar. Na maioria das máquinas compactas, isto funciona.

Já que o sol tem muita, muita luz, se ele entrar no campo do visor na hora que você faz essa medição, acaba distorcendo o resultado e alterando muito as cores.

A primeira imagem é do pôr-do-sol na Grande Barreira de Corais na Austrália e a segunda é de Jericoacoara.



40 comments

  1. Diogo 10 dezembro, 2007 at 01:06 Responder

    Finalmente aprendi a tirar fotos de sol entao!!! Caraca, o nome daquilo é medição de luz é? Eu sempre fazia, mas sem saber o que era… e o lance de medir sem focar o sol é mto bom! Curti, curti abessa!!!

    Maravilha, vou testar amanhã aqui da janela e depois te mando a prova. E olha que o sunset de POA é famoso 🙂

    Abração

  2. Brincando de chef 10 dezembro, 2007 at 09:23 Responder

    Fotos lindíssimas!!! Sou apaixonada pelo pôr-do-sol mas realmente não dou muita sorte na hora das fotos. Vou seguir suas dicas!
    Beijos

  3. FazendoArte 10 dezembro, 2007 at 12:25 Responder

    Fantástica!
    Parece um sonho este céu!

    Obrigada por me adicionar!
    Tambem te adicionei lá no blogue no “meu mundo virtual” onde acompanho de perto as atualizações dos meus amigos virtuais!

    Boa-semana

    🙂

  4. Marcio Nel Cimatti 10 dezembro, 2007 at 12:41 Responder

    Valeu a visita Érika e Clarissa!!

    Bjo!

    Aline, agora fiquei mais curioso. Pode fazer suspense, mas não esquece de contar!!!

    Bjo!

  5. Aline Lima 11 dezembro, 2007 at 09:26 Responder

    Quase….

    A primeira foto foi tirada sim, da Indonésia, mais precisamente de Kuta, em Bali.

    Já a sua favorita, foi tirada em Dili no Timor Leste…

    E onde entra a Merpati nisso? No voo Denpasar <> Dili 🙂

    Bjs

  6. Marcio Nel Cimatti 11 dezembro, 2007 at 09:35 Responder

    Que show!!!

    Queria muito ter conhecido a Indonésia quando morei na Austrália, mas naquela época o país estava com problemas, quase guerra civil e acabei trocando pela Tailândia.

    Agora ir para o Timor Leste eu nunca tinha pensado.

    Bjo!

  7. Aline Lima 11 dezembro, 2007 at 09:56 Responder

    Bom Márcio! Chega de usar os comments como chat 🙂

    Só fiquei em Bali em trânsito mesmo, o destino da viagem foi o Timor.

    Agora outro lugar que você não conhece e está ficando difícil é o Japão…. dá uma passada no blog hoje e veja o absurdo! Bjs!

  8. Patsy 11 dezembro, 2007 at 12:08 Responder

    ah Márcio.. delícia de por de sol, bom demais, entrar aqui na hora do almoço, com a mesa cheia de papeis e poder viajar nessas fotos. OBRIGADA. Ah, ainda não sei tirar boas fotos não, vou tentar e depois te conto.

  9. Priscilla 11 dezembro, 2007 at 15:03 Responder

    Olá Márcio!!
    Adorei suas fotos e seu blog.
    Como estarei chegando aí no dia 28, acho que você é a melhor pessoa nesse momento para me dar uma ajudinha, não querendo abusar do seu tempo.
    Ficarei 03 dias inteiros, e queria muito às suas dicas para me ajudar a montar um roteiro, como o tempo é curto queria saber o que realmente vale a pena conhecer nesses dias, não faço questão de ficar o tempo todo em museus, claro que devem ter aqueles que não podem faltar.
    Como a minha viagem é de lua de mel, você conhece alguns restaurantes legais que possa me indicar, pelo menos para duas noites pois depois irei para Paris e não posso abusar, já que lá ficarei mais tempo.
    Vou chegar no aeroporto por volta das dez da noite, e ficarei no hotel estheréa, Singel 303 – 309, 1012 WJ, como faço para chegar até lá? Esse trajeto é seguro?

    Márcio como pôde perceber são várias as minhas dúvidas, até lá vou devorando todas as informações do seu blog, que eu amei!!

  10. Lys 11 dezembro, 2007 at 16:07 Responder

    Oi Marcio ! Fiquei muito feliz com sua visita e vim aqui dar uma espiada no seu blog. Lindo ! Adorei !

    Vou tentar fazer isso que voce falou a proxima vez que eu fotografar o por do sol. Hoje vou postar umas fotos de Santorini e colocarei uma do por do sol tambem :).

    beijos e ja esta linkado 🙂

    Lys
    http://universodesconexo.wordpress.com/

  11. Lucia Malla 16 dezembro, 2007 at 11:12 Responder

    Marcio, há uma história (ou seria estória?) de que direcionar a câmera diretamente pro sol ao tirar uma foto poderia danificar o CCD – de forma mínima, mas danificando, gerando “pontos de queimadura”, mesmo com filtro. E com o tempo, muitas fotos depois, você teria q trocar de máquina, já que o CCD é “introcável” e o mesmo estaria irremediavelmente danificado. Sinceramente, nunca testei isso, mas já ouvi em diversos fóruns pessoas falando, etc. No mais, eu, como vc, continuo tirando fotos do pôr-do-sol sem me preocupar com isso – acho q é a típica preocupação para quem tira zilhões de fotos de sol e não para “weekend photographers” como eu. 😀
    Ótima coleção de dicas, como sempre.

  12. Marcio Nel Cimatti 17 dezembro, 2007 at 12:45 Responder

    Lúcia,

    Ouvi falar muita coisa sobre os CCDs. Sobre a vedadeira vida útil do CCD, sobre essas queimaduras de sol, sobre o como limpar. Não dá para saber o que é verdade.

    Mas, acredito que se não for um uso rotineiro, não deve danificar o sensor não.

    Obrigado pela visita!!

    Bjo!

  13. Eduardo Luz 19 dezembro, 2007 at 15:47 Responder

    Márcio, grato pela visita e que bela aula ! Dá até pra criar uma seção “Aprenda a fotografar com o prof Márcio”. Bela dica sobre o por do sol e devo confessar não utilizava a medição da luz (bonito nome!), já testei e deu certo.
    E pela quantidade de comentários deu pra perceber o óbvio ou seja, todo mundo que gosta de viagem, gosta também de fotografar.

  14. Anny 9 março, 2008 at 17:02 Responder

    Adoro por do sol e nascer do sol em foto.
    Vc fotografa muito bem. Imagina que moro de frente para o mar nascente e só tenho um celular com câmara e ainda não sei tirar foto. O dia nasceu lindo hoje…
    Ah, meu Deus!

  15. Filipa 14 março, 2008 at 10:37 Responder

    Olá Márcio!
    Antes de mais, parabéns pelo blog! és um entusiasta do que fazes e a viajar! Gosto disso!
    Obrigada pelas dicas! 😉

Deixe seu Comentário

×Fechar