Frankfurt, aproveite sua conexão e conheça uma bela cidade

211
0

Ao chegar no moderno aeroporto de Frankfurt e depois desembarcar do trem na estação central da cidade, voltei a ter a mesma impressão que tive em outras visitas à cidade. Parece que cheguei em uma grande cidade americana como Chicago ou Nova York, se esforçando um pouco, o skyline lembra até a região da Berrini em São Paulo.

Logo de cara não se vê aqueles edifícios históricos baixos, tradicionais de outras cidades da Alemanha. No lugar deles, o impacto visual ocorre pela imponência dos edifícios altos de aço com vidro, alguns espelhados e uma torre bem alta. Tudo muito atual e que faz valer a pena andar por essa área olhando para cima.

Repare nos detalhes e na criatividade dos arquitetos, que tiveram, e até hoje encontram, áreas enormes para desenvolver seus projetos, já que a cidade foi quase completamente destruída na guerra.

Esses modernos edifícios reforçam o clichê de que a cidade é fria e sisuda. Ser o centro financeiro da Comunidade Européia ajuda nessa impressão, mas não é bem assim.

Mesmo com esses edifícios presentes na paisagem, o centro histórico reconstruído quebra um pouco essa impressão, deixando claro que as tradições e história da cidade estão presentes no dia a dia e bem preservados.

O que você não pode deixar de ver em Frankfurt

É indispensável andar pelas ruas estreitas e chegar na DomRömer Quarter. A praça principal foi inteira reconstruída e está linda, um ótimo ponto para quem gosta de fotografar. Quando estiver andando por lá, repare na fonte no centro da praça. Quando ela foi inaugurada em 1612, por um lado saía vinho tinto e do outro vinho branco! Era chegar e beber o vinho do rei.

DomRomer Frankfurt Centro antigo

DomRomer Frankfurt Centro antigo

Aqui vale contar sobre o que eu descobri ao fazer um walking tour com o guia mineiro Mateus. A cidade está executando um projeto muito interessante nessa área histórica da cidade. Com objetivo de dar mais vida e trazer novos moradores a essa área central, estão sendo construídos 20 novos edifícios com projetos arquitetônicos criteriosamente escolhidos para torná-los harmônicos com os edifícios antigos da área.  Uma das exigências desses projetos foi incorporar características dos edifícios históricos, como as fachadas tradicionais no andar térreo de arenito vermelho ou amarelo. Mesmo com as exigências, as novas casas são nitidamente atuais do século 21. É interessante ver a organização e execução desse projeto.

Projeto novo DomRomer Quarter

Alguns prédios do projeto

A poucos metros dali, conheça a Igreja Paulskirche ou St. Paul, que tem uma história interessante. Foi a sede do primeiro Parlamento democraticamente eleito na Alemanha em 1848. Destruída na guerra, foi um dos primeiros edifícios a ser reconstruído depois de 1945.

IMG_9413

A Catedral de Frankfurt fica ali perto também. É fácil encontrá-la, com sua torre de 95 metros. A Frankfurt Dom começou a ser construída no século XIV e só depois de mais de 300 anos foi concluída. Nela, os Imperadores Romanos eram eleitos entre 1356 e 1792. Após 1562, eram também coroados e consagrados, no local onde hoje fica o altar que é novo, feito após a segunda guerra mundial.

Se tiver tempo, visite a Casa do Goethe que foi construída em 1600 e comprada pela avó paterna de Goethe em 1733. Diz-se que Goethe nasceu em casa em 1749. Vale a pena conferir os móveis da época, as obras de arte e documentos originais cuidadosamente preservados e restaurados. Descanse uns minutos no jardim e volte a andar porque ainda tem muito a conhecer na cidade.

A Alte Oper, ou a Ópera Antiga, construída em 1880 com estilo renascentista italiano, foi feita com doações privadas na época e inteiramente destruída na 2ª Guerra Mundial. Foi reconstruída entre 1976 e 1981. O projeto foi feito para ficar o mais parecido possível com o original.

Alte Oper Opera Antiga

A Ópera Antiga é para ver e fotografar. Se você gosta da música mesmo, Frankfurt também é o lugar certo. Sua Opera House já ganhou como a melhor do mundo diversas vezes. Não hesite em ver um concerto nela.

Alte Oper Opera Antiga

Outra atração que eu não deixaria de ver na cidade é o Judisches Museum, que conta a história de nove séculos da vida dos judeus na cidade, com artefatos expostos de forma cronológica, pinturas importantes como um Matisse, que na época da guerra foi confiscado pelos nazistas, além de muitas fotografias e documentos.

O melhor jeito de entender a cidade, se localizar e ter uma vista incrível, é subindo os 200 metros da linda Main Tower. Lá de cima, a vista é linda e de 360º, dá para ter uma boa ideia da geografia da cidade, ver o rio, suas pontes, os museus do outro lado. Repare nos edifícios mais modernos e compare com os construídos logo após a guerra. Reserve pelo menos uma hora para a torre. É legal saber que o projeto arquitetônico da torre ganhou dois importantes prêmios.

Centro Historico Frankfurt

Vista do Centro histórico de cima da Main Tower

Perto da Main Tower fica a Escultura do Euro, bem em frente ao prédio onde funcionava o Banco Central Europeu (BCE), que agora está em outro lugar.  A escultura, desenhada pelo artista alemão Ottmar Hoerl, tem 14 metros de altura, pesa 50 toneladas e foi erguida em 2001. Vale a pena ter um selfie lá em frente, não concorda?

Simbolo do Euro Frankfurt

Saindo da torre, vá andar na margem do rio e atravesse na ponte que achar mais bonita. São três perto do centro histórico. Comer um sanduíche e tomar uma cerveja vendo os barcos passarem pelo rio também é um programa gostoso para quem tem tempo na cidade.

Do outro lado do rio ficam museus. A área é chamada de Museumsufer, uma belíssima avenida cheia de árvores onde se concentram nada mais do que 13 museus. Há museu de pintura, de arquitetura, esculturas antigas, entre outros. Essa escolha dos museus depende do interesse de cada um, escolha seu preferido!

Museu Frankfurt

arvores pb

Dica! Muitos museus são gratuitos no último sábado do mês, para maiores informações, visite esse site para saber mais.

Se você quiser dar uma olhada no belo skyline de Frankfurt a partir de uma perspectiva diferente, de um ângulo inusitado, faça um dos Passeios de Barco. Os passeios são de 50 minutos pelo rio Main e te proporcionarão uma vista incrível de um dos skylines mais impressionantes da Alemanha.

Skyline Frankfurt

Rio Main ponte Frankfurt

Onde comer?

Frankfurt é sede de centenas de bancos e escritórios das empresas mais importantes do mundo, sua população é cosmopolita e isso se reflete na gastronomia. É possível encontrar restaurantes excelentes de diversas especialidades e, é claro, os de especialidades locais.

Do lado do rio em que estão os museus, há uma praça com restaurantes tradicionais com mesinhas para fora onde você pode provar o vinho de maçã da cidade. O Apfelwein, esse vinho de maçã, é forte e tem um pouco de gás. Seu teor alcoólico é um pouco mais baixo do que os vinhos tradicionais e não é tão fácil de beber para quem experimenta pela primeira vez. Eu mesmo já tendo passado por Frankfurt algumas vezes, ainda não acostumei com o gosto singular do aplfelwein. Eu sempre tento e depois corro paras as deliciosas cervejas.

Apfelwein Appelwine

Apfelwein

Na hora de comer, minha sugestão é conhecer o tradicional. Meu primeiro prato na cidade foi um schnitzel com aspargos e de sobremesa uma pizza de morango no Dauth Scheneider.

Schnitzel com aspargos

pizza morango sobremesa Frankfurt

Para experimentar o Frankfurter Grüne Sosse, um molho verde de ervas, maionese, sourcream e iorgurte servido com batatas cozidas, o prato favorito de Goethe, escolhi o restaurante Margarete que fica perto do centro histórico e pode ser uma parada estratégica para descansar e almoçar antes de continuar a andar e descobrir a cidade.

Frankfurter Grune Sosse

Não dava para chegar na Alemanha sem ir tomar uma boa cerveja depois de quilômetros andados desvendando Frankfurt… Parei na Paulaner e jantei um outro Schnitzel com uma bela Paulaner escura de trigo.

Almoco Paulaner Frankfurt

Onde ficar?

Para ficar, escolhi o sofisticado Wyndham Grand Frankfurt, muito bem localizado, dá para chegar a pé da estação central e ir às principais atrações andando também.

O design é um dos pontos fortes do hotel. Os móveis tanto da suíte quanto do lobby são elegantes e de muito bom gosto.

Decoracao lobby Wyndham Grand Frankfurt

Decoracao lobby Wyndham Grand Frankfurt

Decoracao lobby Wyndham Grand Frankfurt

O quarto é espaçoso, confortável, bem limpo e uma bancada excelente para quem precisa usar o notebook, uma cafeteira e a tv vira para a cama no ângulo que você achar melhor. A cama e o enxoval são de excelente qualidade e me chamaram atenção por isso. A ampla janela ao pé da cama tem uma bela vista panorâmica para o rio.

Mesa Suite Wyndham Grand Frankfurt

Suite Wyndham Grand Frankfurt

Banheiro Suite Wyndham Grand Frankfurt

Outro ponto de destaque do hotel é o café da manhã. Muito completo, com máquina de café à disposição dos hóspedes, suco natural, frutas frescas, boa variedade de pães e queijos e frios excelentes.

IMG_9414

Agora você tem todas as dicas para curtir mais que uma rápida conexão em Frankfurt!

O AJanelaLaranja.com viajou para Alemanha a convite do Centro Alemão de Turismo.



Deixe seu Comentário

×Fechar