Um bate-papo com o gerente do hotel mais luxuoso do mundo!

112
1

Na semana passada tive a oportunidade de conversar um pouco com o Heinrich M. Morio que é o gerente geral do hotel que é o verdadeiro ícone de Dubai. Sabe? O Burj Al Arab.

O Heinrich é gerente geral do Burj Al Arab desde 2008 e nos poucos minutos que falamos deu para perceber que ele sabe tudo do mercado de hotelaria de luxo e ficou claro porque ele é o gerentão do hotel que é considerado o mais luxuoso do mundo.

Ele me contou algumas curiosidades deliciosas do super hotel. Coisas como, logo depois da chegada um funcionário aparece com uma bandeja preta com um Ipad dourado com todas as informações do hotel. O Ipad fica com o hóspede durante a sua estadia.

O serviço personalizado único é uma característica do Burj Al Arab. Para a conveniência dos hóspedes, há uma recepção em cada andar, com check-in realizado na privacidade da suíte.

Mordomos estão disponíveis 24 horas por dia para atender ás necessidades de cada hóspede.

Falamos sobre a estrutura e peculiaridades também e algumas outras curiosidades eu recebi depois da assessoria de imprensa e faço questão de contar para vocês.

Além do formato de vela, aquilo que vemos nas imagens é uma vela mesmo. Essa vela é composta de uma tela dupla de fibra de vidro com Teflon que foi costurada à estrutura do hotel. De dia ela é branca, enquanto à noite luzes de diferentes cores colorem sua superfície, deixando vibrante em contraste com o horizonte.

Burj Al Arab - Pink Projection

Burj Al Arab imagem de divulgação

Heinrich M Morio

A estrutura impressiona, são 70.000 metros cúbicos de concreto e mais de 9.000 toneladas de aço foram utilizados na construção do prédio. E a ilha que o Burj Al Arab está é artificial e fica a 280 metros da costa, ligada por uma ponte. O edifício está estruturado em 250 colunas.

O hotel tem uma fonte chamada de Ellipse com 20.000 litros de água, combinados com explosões de fogo, são orquestradas em um espetáculo visual e sinfônico único na entrada do hotel.

Outra coisa bem diferente é que há quatro colunas localizadas em frente à entrada do hotel que lançam bolas de fogo no ar. O resultado é uma ilusão de ótica, com as chamas refletindo na fachada do hotel. Loucura, né?

Só há um brasileiro trabalhando entre os 1.600 funcionários e o Heinrich deixou claro que a ideia é ter mais funcionários daqui. Gostou da ideia?

Se você não conseguir o emprego lá e quiser curtir todo esse luxo o valor das diárias parte de U$1.200 na baixa temporada e a menor suíte tem 175 metros quadrados, já dá para se divertir. Certo?

Não posso deixar de contar que o Burj Al Arab aceita criança. Eles tem o Sindbad’s Kids’ Club com serviços e espaços exclusivos para jovens hóspedes e tem babá nas suites também. É só solicitar.

Os pequenos ainda podem brincar no Wild Wadi Water Park. O parque aquático ocupa 12 hectares com corredeiras, tobogãs, áreas para brincar e diversão para toda a família. Os hóspedes do Burj Al Arab têm acesso gratuito ilimitado ao parque.

Será que minhas filhas topam passar uns dias no Burk Al Arab?



1 comentário

  1. cheap blazers for sale 1 novembro, 2013 at 20:28 Responder

    Excellent job here. I actually enjoyed what you had to say. Keep heading because you surely bring a new voice to this topic. Not many people would say what youve said and still make it interesting. Well, at least Im interested. Cant wait to see extra of this from you.

Deixe seu Comentário

×Fechar