Los Angeles mostra ao mundo que todos são bem vindos

59
0

Atualizado em 11/05/2017

No sábado (6 de maio), mais de mil lugares da cidade de Los Angeles, na Califórnia, participaram de uma ação solidária para demonstrar a visitantes de todo o mundo que seriam recebidos com amor e compaixão.

A ação foi realizada pelo Discover Los Angeles (Los Angeles Tourism & Convention Board), organização oficial de marketing de Turismo da cidade, e foi divulgada através da tag #TodosSãoBemVindos  #EveryoneisWelcome .

Diversos voluntários ergueram cartazes que onde era possível se ler “bem-vindos” em idiomas diferentes, como espanhol, chinês, inglês e árabe. A ação podia ser vista por quem sobrevoava a cidade e demonstrava mais uma vez o motivo pelo qual LA é um dos principais destinos de viajantes ao redor do mundo, Los Angeles apresenta infinitas possibilidades, recebendo mais de 47 milhões de visitantes ao ano. A cidade ainda tem mais museus do que qualquer outra cidade dos EUA,  ficando à frente de cidades como Nova Iorque ou Washington.

“Agora mais do que nunca, os moradores de LA estão empenhados em combater o sentimento de que muitos não são bem-vindos, reforçando a mensagem de que todos os visitantes são bem-vindos”, disse Ernest Wooden Jr., Presidente e CEO do Discover Los Angeles. O presidente também afirmou que é de extrema importância para a cidade que os brasileiros saibam que Los Angeles vai continuar a recebe-los  com um tapete vermelho.

voluntarios discover la

Tudo isso acontece em um momento em que os EUA estão passando por uma grande queda no turismo, seguindo a fala de que o Presidente Trump planeja construir muros e implementar proibições de viagem para certos países.

Outras cidades que são destinos comuns para viajantes internacionais, como São Francisco, estão se preparando para um possível mergulho no número de viajantes internacionais, com campanhas similares à que ocorreu em Los Angeles.

O principal destino turístico do país, a cidade de Nova York, pode ter sua primeira queda em número de visitantes estrangeiros desde a recessão de 2008. Especialistas preveem que a cidade terá 300 mil visitantes a menos este ano, de acordo com a NYC & Company, órgão oficial de promoção de turismo da cidade.

voluntaria muçulmana discover la

E o presidente da companhia aérea Emirates, Sir Tim Clark, confirmou em março que a proibição de viajar, que buscava impedir que pessoas de sete países do Oriente Médio, principalmente muçulmanos, viajassem para os EUA, provocou uma queda de um terço nas reservas de vôos de Dubai para os Estados Unidos.

A Marriott International, a maior rede hoteleira do mundo, também reportou queda de 15% nas reservas do México para os Estados Unidos. Enquanto isso, as reservas do Oriente Médio para os Estados Unidos caíram cerca de 30 por cento em fevereiro.

A queda no turismo pode chegar a resultar na perda de 4,3 milhões de visitantes a menos este ano, de acordo com a Global Business Travel Association. Isso poderia gerar um prejuízo de mais de 10 bilhões de dólares.

Abaixo alguns parceiros que facilitam sua vida na sua viagem para Orlando.

Clique aqui e veja onde ficar na cidade. Além de nós, muitos leitores nos mandaram indicações das melhores opções de hotéis na cidade.



Deixe seu Comentário

×Fechar