Devin castle e um monumento aos mortos.

110
3

Atualizado em 21/12/2011

Perto de Bratislava fica o castelo Devin. Na verdade você vai conhecer as ruínas desse castelo, que foi construído pelos Romanos no século 3. Mas o passeio vai muito além de conhecer e ver as ruínas.

Lá de cima, na alta temporada, dá para ver um monte de turistas andando pelas trilhas das montanhas dos Cárpatos. 
É fácil de ver logo abaixo o encontro do rio Danúbio com o rio Morava, que também marca a fronteira entre a Eslováquia e a Áustria.

Nos dias mais limpos, dá para ver um pedaço de Viena. 
 
Hoje o local, que recebe muitos turistas, é super tranqüilo, mas nem sempre foi assim. Na história recente muita coisa aconteceu exatamente na beira do rio.

Como a fronteira com a Áustria fica do outro lado do rio, no período do comunismo, muitos tentavam passar para o outro lado nadando, pulando a cerca e até em balões. Existiam guaritas com guardas de 300 em 300 metros ao lado da Cortina de Ferro, como ficaram conhecidas as telas de proteção instaladas para impedir a fuga dos eslovacos para Áustria.

Centenas foram mortos nessas tentativas. Um monumento com as marcas de tiros de fuzil e com nome de todos os mortos está lá marcando o lugar onde isso tudo aconteceu.

Eu viajei para Europa a convite da Comissão Européia de Turismo, Rail Europe e da Hostelling International.

Devin Castle

Fronteira entre Eslovaquia e Áustria

Monumento aos mortos pelo regime comunista

Monumento aos mortos do regime comunista

Marcas de bala no monumento aos mortos pelo regime comunista



TagsURSS

3 comments

Deixe seu Comentário

×Fechar