Porto de Galinhas é um destino surpreendente. Conheça sua história.

Estive em Porto de Galinhas e pude ver os motivos pelos quais a praia foi escolhida 10 vezes como a melhor do Brasil. Além disso, conheci um hotel super bacana, dois restaurantes, fiz vários passeios pra lá de curiosos e acompanhei o lançamento de um livro lindo sobre a vila de Porto de Galinhas.

Fique atento aqui no blog para saber mais sobre esta viagem e descobrir as dicas que darei para aqueles que querem viajar com os filhos, com a família ou fazer uma viagem romântica em casal.

Devo confessar que nunca tinha me atentado ao nome da Praia. Comumente, quando viajamos, não nos prendemos a pequenas curiosidades que tornam a viagem ainda mais interessante. O nome Porto de Galinhas vem de uma história muito curiosa. Por volta de 1850, os navios que tinham como destino Pernambuco chegavam ao estado através do Porto de Recife. O problema é que naquela altura já era proibido o tráfico de escravos no Brasil e havia forte fiscalização nos navios que aportavam. Para continuar com o tráfico, os senhores de escravos traziam os navios para um porto ilegal, o Porto Rico, chamado assim graças ao grande número de pau-brasil – fonte de riqueza daquele tempo. Para disfarçar, os navios vinham cheios de galinhas d´angola e, claro, escravos escondidos. Tornou-se comum dizer “Tem galinha no Porto” para se referir aos escravos que chegavam e, desde então, o nome Porto Rico deu lugar para Porto de Galinhas.

Esta história é muito importante para conhecer a vila de Porto de Galinhas. Recheada de artesanatos que remetem às influências do período da escravidão vivido na vila, a culinária e as festas.

Acompanhe aqui no blog as dicas sobre Porto de Galinhas.

Denise Godinho viajou a Porto de Galinhas pelo Janela Laranja a convite da AHPG  (Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas).

PRAIA DOS CARNEIROS



Deixe seu Comentário

×Fechar