Você tem que conhecer Praga!

72
0

Conhecer cidades centenárias e viver o encanto de um país cheio de mistérios e beleza é um pouco do que você encontra quando viaja à República Tcheca. Sua capital Praga é conhecida pela riqueza arquitetônica, pela cerveja, que é um capítula à parte na história deste país, além da culinária típica e belas cidades e seus castelos seculares.

No verão, entre os meses de junho e agosto, período em que a temperatura chega até 32° o centro da cidade é lotado de turistas de todo canto do mundo. E os brasileiros também são visitantes deste roteiro imperdível. Para conhecer os principais pontos da cidade três dias já são suficientes, levando em conta que se você puder esticar mais sua estadia, terá muitas opções fora da capital também.

Andar à pé é a melhor opção para conhecer as ruelas medievais espalhadas pela cidade. Mas o transporte público, como é comum na Europa de um modo geral, funciona bem por aqui, há metrô, tramvaj(como é chamado o ônibus elétrico) e ônibus, todos interligados. O centro é dividido em partes: Staré Město, Malá Strana, Bairro dos Judeus, Nové Město e Hradčany.

Praga República Tcheca

República Tcheca, Praga

Staré Město, ou Cidade Velha, é onde fica o famoso relógio astronômico. Monumento construído no séc. 15 fica ao lado da antiga prefeitura da cidade. A cada hora cheia milhares de turistas se apertam em frente para ver o toque, a badalada é seguida da performance das estátuas de 12 apóstolos que saem em fila. Para finalizar um galo canta, este momento é sempre seguido de aplausos dos visitantes.

http://www.seguroviagem.org/praga

Quase em frente ao relógio fica a praça da Cidade Velha, um cartão postal que é um exemplo da beleza arquitetônica do local. Há a Igreja de Nossa Senhora Diante de Týn (Kostel Matky Bozí Pred Týnem), essa igreja domina a vista da praça, com suas altas torres góticas, foi construída em 1365. Na mesma praça há a Igreja de São Nicolau ( Kostel Sv. Mikulase), para os amantes da música clássica, essa é uma das igrejas que oferece concertos diariamente. Na praça há diversos cafés e restaurantes para um descanso após as caminhadas.

República Tcheca, Praga

Saindo da Cidade Velha em direção ao Castelo de Praga você vai cruzar o rio Vltava pela Ponte Carlos e vai passar pela Malá Strana. Uma das 14 pontes da cidade, a Ponte Carlos, é sem dúvida a mais conhecida. O imperador Carlos IV ordenou sua construção no séc.14. Artistas locais expões e vendem seus trabalhos, músicos de rua tocam jazz, é uma atmosfera relaxante. A ponte tem 30 estátuas e uma delas, a de João Nepomuceno, é procurada por turistas que acreditam na lenda que para voltar à cidade você deve tocá-la.   Da ponte se tem belas vistas da cidade e do castelo ao longe. Barcos navegam pelo rio levando turistas em passeios que cruzam o centro.

República Tcheca, Praga

Na Malá Strana há outra igreja também chamada São Nicolau, esta data do séc. 18 e divide a praça em dois lados. Nesse bairro há jardins e palácios como de Wallenstein, hoje esse palácio é usado como sede do Senado Tcheco, mas seus jardins são abertos à visitações. Querendo passar mais um tempinho aqui, vale apena usar o furnicular e ir ao alto até a Torre Petrin, de lá se tem belas vistas da cidade.

Ao deixar a Malá Strana seguindo pela rua Nerudová, você chega até Hradčany onde fica o Castelo de Praga. É aqui que a cidade tem suas origens, construção que data do século 9, foi palácio presidencial da Tchecoslováquia e hoje o Presidente da República Tcheca tem seu gabinete. O castelo na verdade é um conjunto de palácios, igrejas, capelas, salões e torres. Há muito o ver por aqui. A catedral de São Vito impera com sua beleza, torres góticas com gárgulas enfeitam um dos lados, vitrais coloridos e abóbodas mostram o delicado trabalho arquitetônico construído no século 14. Um passeio por dentro da catedral é um passeio também pela história, não perca as obras do artista tcheco Alfons Mucha. O túmulo de João nepomuceno se encontra aqui. A Viela Dourada, estreitas ruas que ficam ao redor do Castelo, tem várias casinhas do século 16, onde vivam os soldados que garantiam a segurança do local. Há exposições de como eram naquele período.

República Tcheca, Castelo Praga

República Tcheca, Praga

Mas não só de história vive o turista. Diversão aqui também é garantida. O país da cerveja não fica de fora com as inúmeras pubs espalhadas por todos os lados. A cerveja tipo Pilsen foi fabricada aqui, na cidade de mesmo nome, Plzeň, distante 90km  de Praga. Com gosto especial e sabor encorpado, aqui você pode provar a Staropramem, Gambrinus, Budweiser Budvar, Kozel, Bernard, Urquell Pilzen, entre outras. Vários restaurantes tem fabricação própria. A comida tcheca tem ligação direta com a cerveja, no cardápio tem até a lista entitulada “jídlo k pivu”, ou seja, comidas para serem saboreadas com a cerveja.

República Tcheca, Praga

Carne de porco, línguiças, sopas e pães são comum por aqui. O Vepřo-knedlo-zelo é um dos pratos principais, é o joelho de porco com repolho. Um queijo típico da região é o hermelín, a versão tcheca para o camembert, saboreado com pães fritos no azeite.

A República Tcheca está desde 2004 na lista dos países da União Europeia. No entanto, a moeda não é o euro, é a koruna tcheca. O tempo de permanência sem visto é de 90 dias para turistas brasileiros, o país faz parte do espaço Schengen desde 2008.

República Tcheca, Praga

Mas fique atento aos requisitos: ter um passaporte válido por 180 dias; seguro viagem internacional; comprovantes de recursos financeiros suficientes para o período da estadia e de hospedagem.

Texto da República Tcheca escrito pela jornalista Roberta Clarissa Leite para o blog A Janela Laranja. Imagens Marcio Nel Cimatti.



Deixe seu Comentário

×Fechar