Filmes e séries sobre racismo para ver na Netflix

132
0

Filmes e séries sobre racismo para ver na Netflix. As últimas semanas foram de movimentações e protestos no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos da América, por conta da morte de George Floyd.

Exatamente o que aconteceu com Floyd? Ele morreu asfixado depois que o policial Derek Chauvin ficou ajoelhado sobre o seu pescoço, por oito minutos, em uma via pública da cidade norte-americana de Minneapolis, no Estado de Minnesota, no dia 25 de maio de 2020. Você deve ter visto sobre isso nos jornais e na internet. 

O caso gerou e continua gerando comoção mundial e trouxe questões sobre racismo para o centro de vários debates. O assunto tem gerado forte engajamento nas redes sociais, como por exemplo, compartilhamentos no Instagram de uma imagem toda preta, com a hashtag #blackouttuesday.

Para se inteirar sobre questões raciais e entender um pouco mais sobre a legitimidade dos movimentos, um boa escolha é recorrer à arte. Confira dicas de filmes e séries sobre racismo para ver na Netflix

Séries sobre racismo para ver na Netflix – Olhos que Condenam

O título original desta minissérie é When They See Us, com quatro episódios, lançada em 2019. O enredo traz um drama forte, embasado em uma história real. Criado por Ava DuVernay, retrata o caso de cinco meninos negros americanos, que foram condenados por um crime que não cometeram.

Mundialmente, a história é conhecida como “caso dos cinco do Central Park”, local onde uma jovem corredora foi estuprada e assassinada, no ano de 1989. Assim, a roteirista explora detalhes da história e mostra como os meninos foram coagidos a assumirem um crime que não cometeram. Assista e acompanhe a trajetória de Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam, Raymond Santana e Korey Wise.

séries sobre racismo para ver na Netflix

Séries sobre racismo. O Menino que Descobriu o Vento

Prepare o seu lenço e se emocione com a coragem do personagem principal, o jovem estudante William Kamkwamba. A história também retrata uma situação da vida real e se passa no Malauí. No início dos anos 2000, a localidade onde o menino morava é abatida por uma forte seca e por uma série de problemas sociais, econômicos e políticos.

Portanto, ele recorre aos livros para tentar um meio de salvar a própria família e os demais moradores da aldeia. Kamkwamba frequenta a biblioteca da escola escondido, pois não podia participar das aulas, já que seu pai não tinha dinheiro para pagar o ensino. Com ajuda de um livro de ciências, ele constrói uma turbina eólica. Será que ele conseguiu salvar o vilarejo da fome? Confere lá!

séries sobre racismo

The Boy Who Harnessed the Wind

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Para quem gosta de escolher um filme pela sua reputação de prêmios, Monnlight é boa pedida. Lançado em 2016, ele arrebatou três Oscars: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator Coadjuvante, com a interpretação do ator Mahershala Ali.

A história apresenta etapas da vida do personagem Chiron, que desde criança enfrenta problemas para se inserir na sociedade e também para se conhecer e reconhecer pessoalmente. Chiron é um menino negro da periferia e gay, o que intensifica o debate sobre racismo e preconceito contra sexualidade.

Séries sobre racismo para ver na Netflix – Luke Cage

No universo dos super-heróis, a série Luke Cage abraça uma série de causas, entre elas, questões sobre política, tráfico, raça e até mesmo cita o movimento Black Lives Matter. O que torna a trama ainda mais intensa, é a mistura desses assuntos pertinentes, com o poder atribuído a Luke Cage, também conhecido como Power Man.

O personagem é um ex-presidiário, que por conta de um experimento, tem a pele indestrutível e por isso muita força. Criado no Harlem, bairro que é considerado o berço da comunidade afro-americana em Nova York (E.U.A), Luke faz de tudo para ser justo e defender a sua comunidade.

A história do protagonista se cruza com outros personagens do universo Marvel, entre eles: Jessica Jones e em Os Defensores, com toda a galera (Punho de Ferro, Demolidor, Jessica Jones + Luke Cage). Aproveita e maratona todos 😉

séries sobre o racismo

À Procura da Felicidade

Este já é considerado um clássico, apesar de ter sido lançado em 2006. O filme transita por uma debate sobre pobreza, racismo e uma grande luta por igualdade social. O personagem principal é um pai solteiro, que batalha todos os dias para criar o filho e descobrir um sentido para a própria vida.

Os personagens principais contam a interpretação de um pai e de um filho da vida real, que são ninguém mais e ninguém menos, que Will Smith e Jaden Smith. Você vai rir, se empolgar, torcer e se emocionar várias vezes. Vale a pena!

Bem-vindo a Marley-Gomont

Uma mudança de cidade sempre vem acompanhada de muitas considerações e expectativas. É assim que começa a história de Seyolo Zantoko, médico recém-formado em uma escola de medicina francesa no Congo. Ele recebe uma proposta para trabalhar em um vilarejo francês e resolve investir na chance.

Com a esposa e mais duas filhas, ele parte em busca de um recomeço. O que eles encontram nessa mudança? Um choque cultural gigante, com muito drama, mas também momentos de comédia, duas características que prendem o telespectador.

Bem vindo a marly gomont

Corra

Em Corra, o suspense acompanha a trama do início ao fim. O enredo conta a história do personagem Chris Washington, fotógrafo negro que namora uma menina branca, Rose Armitage, de família abastada.

Quando chega o dia de finalmente conhecer os pais da moça, o personagem começa a notar que existe algo estranho entre a teoria e a prática, quando o assunto é uma família livre de preconceitos, como os pais da namorada se intitulam.

Existe um grande segredo por trás de tanta cortesia. O filme ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original e também um prêmio NAACP Image Award, de Melhor Ator.

13ª Emenda

Na linha dos documentários, este é uma aula escondida entre as opções da Netflix. Em a 13ª Emenda, a diretora Ava DuVernay (mesma que comandou a série “Olhos que Condenam”), juntamente com Spencer Averick, mostra episódios historicamente marcantes a respeito do sistema carcerário dos Estados Unidos da América.

O debate é sobre racismo, ética, corrupção e uma cadeia de problemas que se relacionam e acarretam na superlotação e no tratamento no sistema carcerário. O documentário traz casos e dá voz para ativistas, políticos e estudiosos do assunto.

13ª Emenda

Cidade de Deus: 10 Anos Depois

O Brasil tem uma grande produção ao se tratar de um documentário sobre problemas sociais, o que inclui desigualdade e racismo. O exemplo é o longa Cidade de Deus: 10 Anos Depois, que traz depoimentos de atores e de pessoas que participaram da produção do filme “Cidade de Deus”, há dez anos.

As cenas mostram um pouco da rotina no morro do Vidigal e no bairro Cidade de Deus, ambos que fazem parte da periferia do Rio de Janeiro. Até mesmo a produção do material foi feita com muita dificuldade, o que indica o peso da história que o telespectador vai encontrar.

séries sobre racismo Cidade de Deus 10 anos depois

Séries sobre racismo para ver na Netflix – Cara Gente Branca

Lançada no ano passado, a série Cara Gente Branca tem episódios que mesclam, drama, comédia e questões sociais. Em três temporadas, cada uma com dez episódios, a história conta o dia a dia de alunos de uma renomada universidade norte-americana.

Ao enfrentarem momentos de política evasiva e desrespeito dentro da instituição, os alunos negros resolvem tomar algumas iniciativas. A trama, portanto, é educativa e tem um bom ritmo. Outra opção boa de série para maratonar na quarentena.

Cara gente branca

Séries sobre racismo para ver na Netflix – Irmandade

Por fim, mas não menos importante, outra produção nacional: a série Irmandade. A trama tem uma temporada até então e conta com oito episódios. A polêmica inicial, se desenvolve a respeito da situação de uma advogada, que passa por um grande dilema moral. Mesmo considerada honesta, ela é forçada por policiais a deletar o próprio irmão, que está preso, acusado de liderar uma facção criminosa.

Apesar de ser uma ficção, a história é excelente para repensar várias questões sociais, culturais, políticas e econômicas do Brasil. O enredo passeia pela situação do sistema carcerário, destaca a importância do feminismo (por conta de uma das protagonistas), abre espaços para um debate sobre ética, raça e nuances que compõem a identidade do Brasil.

Irmandade

Faça sua parte, combata o racismo!

Mesmo em meio a pandemia do coronavírus, é possível notar reações enérgicas nos EUA com relação ao caso de Georg Floyd. Assim, entender um pouco mais sobre o racismo com estes filmes é muito importante.  Aproveite este tempo em casa para entender o que está acontecendo e pensar em como você pode fazer sua parte.

Veja como ser mais produtivo trabalhando de casa!

Como morar fora depois da pandemia!

Está com as crianças em casa na quarentena, veja nossas dicas para melhorar a rotina de vocês!

Veja também como será viajar depois da Pandemía!

Conheça o Mundo sem sair de casa com esses 8 documentários

Gosta de futebol? Divirta-se e informe-se no Futeblog.com.br



Deixe seu Comentário

×Fechar