terça-feira, setembro 27, 2022
spot_img
HomeEuropa e DemaisTrem de alta velocidade na Europa: veículo vai percorrer cinco países

Trem de alta velocidade na Europa: veículo vai percorrer cinco países

Isso mesmo! Um trem de alta velocidade na Europa será implementado em breve. Os viajantes e pessoas residentes no continente vão ter uma nova alternativa de locomoção rápida para países próximos no futuro.

Um projeto que está em andamento prevê a fusão de duas empresas gigantes do setor, Eurostar e Thalys, para a implantação desse alternativa de transporte.  De acordo com o projeto, o trem vai percorrer cinco países da Europa: Reino Unido, França, Bélgica, Holanda e Alemanha.

Trem de alta velocidade na Europa

A obra do trem deveria ter sido iniciada ainda em 2019. Mas com a deflagração da pandemia e a queda nas vendas das passagens, o projeto teve que ser adiado. Agora, com a abertura das fronteiras em todo o mundo, a proposta deve ser viabilizada. De acordo com reportagem publicada no site Euronews, a união entre as duas empresas foi aprovada no final de março pela Comissão Europeia e deve proporcionar ainda mais agilidade na instalação do trem.

E caso você esteja pensando em viajar em breve pelos países da Europa, veja a seguir as principais informações a respeito desse assunto. Além disso, você também confere algumas dicas de deslocamento importantes para o caso de você estar com a passagem já comprada e quer se locomover com eficiência por diversos países sem gastar muito.

Como vai funcionar a operação do trem de alta velocidade na Europa

A partir da aprovação da Comissão Europeia para a construção da rota ferroviária, as empresas tem a permissão para iniciar a implantação do empreendimento. Isso porque está confirmada a ausência de riscos à malha existente nos países que pertencem à União Europeia, além de impactar pouco a concorrência entre as empresas que pertencem ao setor.

Nesse sentido, apesar de não existir uma previsão oficial de quando o trem efetivamente vai entrar em operação, estima-se que a colocação em prática da iniciativa deva ser estabelecida em breve. Afinal de contas, grande parte da estrutura ferroviária na qual o trem vai passar está em operação (sem contar os ajustes técnicos necessários e aquisição de trens que operam em alta velocidade com energias sustentáveis).

Seguros Promo

Fusão baseada em alternativas ecologicamente sustentáveis

A união entre as companhias Eurostar e Thalys está baseada em uma premissa interessante. Ela visa aumentar o número de passageiros a partir de meios sustentáveis até o ano de 2030. E essa fusão tem até um nome: Projeto Green Speed. Ele tem o objetivo de potencializar a utilização de energias renováveis em sua frota combinada de trens.  O objetivo é chegar aos 30 milhões de passageiros com as duas empresas unificadas ao longo das próximas décadas.

A Thalys atualmente opera rotas de alta velocidade entre a França, Holanda, Alemanha e Bélgica. Já a Eurostar possui rotas situadas através do Túnel da Mancha de Londres a Paris, Bruxelas e Amsterdã. As duas empresas são pertencentes à empresa ferroviária francesa SNCF.

O presidente da SNCF, Guillaume Pepy afirmou, em entrevista ao site Euronews Travel, que uma das metas fundamentais com a operação é trazer mais facilidade aos passageiros a partir da soma das rotas combinadas das duas malhas ferroviárias.

“O desafio da emergência climática e a demanda por transporte ecologicamente responsável exigem uma resposta ambiciosa. Ao propor reunir as forças combinadas do Eurostar e da Thalys, queremos responder a esse desafio”, disse ele ainda nas primeiras tratativas sobre a instalação do trem de alta velocidade, em meados de 2019.

Além disso, a unificação das duas gigantes também vai atingir outros serviços de transporte executados pelas empresas, como o rodoviário e aéreo. Isso deve atingir de forma imediata os cerca de 18,5 milhões de passageiros que utilizam os serviços atualmente.

De acordo com a SEO da empresa ferroviária belga SNCB e presidente do conselho da Thalys, Sophie Dutordoir, a unificação das duas companhias deve trazer uma série de vantagens para os passageiros.

“Este projeto de fusão baseia-se na firme convicção de que os comboios são a forma mais sustentável, rápida, eficiente e segura de viajar na Europa – agora mais do que nunca.”

Somadas, as duas empresas têm um faturamento anual de 1,6 bilhões de euros.  Assim, o trem de alta velocidade na Europa advindo delas trará ótimos resultados.

viagem

Quais são os principais benefícios do trem de alta velocidade na Europa

Além da questão econômica e do projeto sustentável desenvolvido por meio da fusão entre as suas empresas, a fusão também deve trazer diversos benefícios para o consumidor. Assim, o passageiro que fizer uso dos serviços do trem terá vantagens, como melhor agendamento, emissão de passagens e um programa de fidelidade comum em toda a rede unificada.

Dessa forma, ao transitar por um serviço que opera a partir de uma rota da Eurostar para Paris é possível facilmente utilizar o mesmo itinerário da Thalys para viajar para a Alemanha. Uma possibilidade que está sendo cogitada para ser disponibilizada no futuro é um itinerário que inicia em Londres, passando por Bruxelas, até cidades atualmente abrangidas pela Thalys, como Colônia ou Frankfurt.

Ainda conforme informações do site Euronews Travel, será necessário que todos os viajantes que têm como destino o Reino Unido passem pelo controle de fronteira antes de ingressar no trem. Essa é uma medida que vai passar inevitavelmente pela inserção de terminais de processamento. Estes sãp iguais aos que existem Paris Gare du Nord e London St Pancras. Entretanto, não existe ainda uma previsão oficial de quando esses sistemas devem entrar em operação. 

Como operam as empresas Eurostar e Thalys atualmente

O serviço oferecido pela Eurostar tem duas rotas principais entre Londres-Paris e Londres-Bruxelas, além de rotas para Calais, Lille, Amsterdã, Roterdã, Lyon, Avignon, Marselha. Também estão disponíveis três destinos de esqui: Moutiers, Aime-La-Plage e Bourg-Saint -Maurice e Disneyland Paris. Existe ainda uma rota da Eurostar que funciona diretamente de Amsterdã a Londres

A Thalys foi fundada no ano de 1995 e, desde então, mantém a operação em quatro países – Bélgica, França, Holanda e Alemanha. O Thalys passa pelas cidades de Bruxelas, Paris, Antuérpia, Roterdã, Amsterdã, Aeroporto Schiphol / Amsterdã, Liège, Aix-La-Chapelle, Colônia, Düsseldorf, Aeroporto de Düsseldorf, Duisburg, Essen, Dortmund, Paris Aeroporto Roissy Charles de Gaulle, Marne-La-Vallée , Marselha, Bordéus e Alpes franceses.

Dicas para rotas de trem em alta velocidade na Europa

Existem uma série de alternativas para quem já está de malas prontas para viajar para o país e não pretende gastar muito. Uma delas é a rota de trem de alta velocidade na Europa que liga as cidades de Londres, Barcelona, Lisboa e Roma.

Nas rotas tradicionais, de acordo com o site Guia Viajar Melhor, o tempo de viagem estimada pode variar entre 4 horas e 40 minutos (de Londres para o sul da França).

Já para Barcelona, o tempo aproximado de viagem será de 6 horas e 30 minutos. Já de Londres a Lisboa, o tempo de locomoção é de aproximadamente 9 horas e 30 minutos. De Londres a Roma, o prazo estimado de demora é de cerca de 11 horas e meia.

Também partem de Londres trem da Eurostar para as cidades de Paris, Lille, Bruxelas, Amsterdã, entre outros destinos.

Catedral de Saints Michael Gudule
Bruxelas, Bélgica – Fachada da Catedral de Saint Michael. (Foto:Marcio Nel Cimatti)

Passagens de avião com trajetos de trem

Uma outra forma de planejar a sua viagem com um trem de alta velocidade na Europa é adquirir pacotes que tenha viagens de avião intercaladas com trajetos de trem. Duas das companhias que dispõem desse tipo de serviço são a Iberia, companhia aérea espanhola, e a Renfe, empresa ferroviária que opera no mesmo país.

As duas empresas oferecem um serviço intermodal denominado Train e Fly, que possui 14 opções diferentes que oferecem conexões com 90 destinos internacionais localizados nas Américas e principalmente na Europa. Assim, é necessário somente um bilhete para sair do Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas, em Madrid, para a cidade escolhida.  Essas modalidades de viagens com ligação entre o trem e o avião tem uma série de benefícios significativos, como a melhor sistematização de horários, emissão de todo o itinerário em somente um bilhete (que se torna mais barato) e garantia de viagens de compensação no caso de perda de algumas das viagens.

Seja como for essas são as principais dicas e informações sobre esse trem de alta velocidade na Europa. Agora é só aproveitar e programar sua viagem.

Veja mais matérias aqui com a gente!

Já pensou em trabalhar dirigindo um caminhão nos Estados Unidos? Olha isso!

O Canadá vai precisar de imigrantes logo mais!

Como morar fora depois da pandemia!

Conheça o Mundo sem sair de casa com esses 8 documentários

Gosta de futebol? Divirta-se e informe-se no Futeblog.com.br

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment - Seguros Promo

Mais populares